sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Jesus Iluminador e Sua Missão Libertadora

Mateus 9,27-31



                                     Este Evangelho calou fundo em mim. Inúmeras vezes deparei-me com situações cotidianas na família, no trabalho, com os amigos e vizinhos, nas quais a visão distorcida dos fatos comprometeram os referidos relacionamentos.
                                      Mateus relata a premência de dois cegos que clamavam pela cura a Jesus. Queriam enxergar, por esta razão suplicavam pela misericórdia e compaixão para com eles.
                                      Jesus atende-os em razão da Fé demonstrada, mas pede que não relatem o ocorrido a ninguém... Jesus quer ser reconhecido como Iluminador que incita a todos buscar nele o enviado como libertador e propagador do Reino de Deus.
                                     Na minha concepção “Enxergar” difere de “Ver”. Vejo porque meus olhos físicos permitem, enxergo porque compreendo as informações captadas pelos olhos e decodifico-as corretamente.
                                      É o desequilíbrio entre estes dois elementos que promove  “cegueira “ de dois tipos : a do corpo e a da alma... E o pior cego é aquele que não quer ver!
                                       O que Jesus quis dizer para mim?
Andei cego Senhor...
  Tenho olhos que vêem o belo da Natureza
     Olhos que necessitaram do sofrimento para poder enxergar.
         Na dor do meu esposo, na agonia da minha filha.
            No abandono dos mais necessitados.
              Olhos sofridos, mas redimidos pela Fé.
                 Crendo na tua Misericórdia, deixei-me iluminar.
                    Cura Senhor a cegueira da minha vida.
                       Que meus olhos permaneçam sempre abertos
                           Não quero mais ser cego, Senhor!
                              Agradeço a minha libertação.


                            
                         http://claudete-viaspercorridas.blogspot.com.br