quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Permaneceis Firmes e Ganharás a Vida!



Refletindo o Evangelho de hoje, Lucas 21, 12-19, sinto no meu coração que preciso exercitar mais a minha fé! Acreditar copiosamente que Deus é o Senhor da minha vida e de todas as coisas, por isso nada devo temer! Mas, a cada instante, estou sujeita a erros, tropeços, incertezas... pois sou um ser humano fraco e pecador, a minha fé é pouca diante da grandiosa promessa de Cristo... "Fazei o firme propósito de não planejar com antecedência a própria defesa; porque eu vos darei palavras tão acertadas, que nenhum dos inimigos vos poderá resistir ou rebater." (Lc 21, 14-15)
Ajoelho-me diante de Ti, Senhor e Lhe rogo com toda a força do meu coração que aumentai a minha fé, que eu não tenha medo, pois todos aqueles que me querem mal cairão em suas próprias armadilhas, cada um receberá a sua paga de acordo com os seus atos! A mim (e a todos que buscam o caminho da salvação, que é o próprio Cristo), cabe-me permanecer firme e confiante na Palavra do Senhor e na vivência da Eucaristia que são alimentos para o meu corpo, a minha alma e alicerces para a minha fé!
A Palavra de ordem de hoje é: CRER! Crer em Jesus Cristo, caminho de salvação para todos nós! Portanto, "permaneceis firmes e ganharás a VIDA!"
Abraços fraternos,

domingo, 17 de novembro de 2013

O fim do Negativo em mim


Vinde, Espírito Santo!

Evangelho - Lc 21,5-19


Quando reflito neste Evangelho, vem logo à minha mente a questão primordial: O que estou fazendo com a minha vida?
Estou empenhada em ter acesso à Salvação que me é oferecida pelo Senhor?
Ou recuso essa Oferta de Salvação?
Se for assim, me autodestruo... não é Deus que me 'derruba' absolutamente, sou eu mesmo que me detono...
Sou comunidade?
Caminho na história?
Testemunho a Salvação que recebi?
Como vivo, desde já, ' o face a face com Jesus'?
Ou fico olhando para o ar, esperando a sua volta?
Sou, ao meu redor, uma visionária, anunciando destruição, desastres, negativismo?
Vivo obcecada com 'o fim do mundo' provável?
Ou vivo, cada dia mais, comprometida com a transformação do mundo em que vivo... do aqui e agora?
O mundo novo já pode, desde já, ser vislumbrado por mim para que eu, positivamente, viva feliz e faça feliz a quem rodeia-me... 
Posso viver a Nova Vinda de  Jesus já... fazendo a minha parte para construir um mundo melhor... bem melhor...
Quando detenho-me (com certa razão) em maremotos, furacões, terremotos, fenômenos espantosos, etc... posso-me descuidar do egoísmo... do erro no alvo... da exploração do outro...
Posso ficar de braços cruzados esperando a Segunda Vinda de Jesus como um passe mágico ou similar...
Alheia ao mundo que me circunda... afastada das necessidades do próximo... mais próximo de mim...
Sempre houve dificuldades e perseguições pelos tempos afora... e haverá de existir...
Com a Força que recebo de Deus, enfrento adversários internos ou não...
Resisto a todo tipo de tortura a que sou submetida...
Não sucumbo, de vez, diante do desamor que possam fomentar familiares e amigos... me causando marcas incríveis em minha alma...
E, com essa mesma Força, sou resiliente pelo Poder da Fé que recebi como Dom...

Meu Deus é o meu Conforto...
Não me deixa perecer...
Me contempla em todos os níveis...
Não me deixa ficar de braços cruzados esperando um fim aleatório... sem a minha participação... como se eu fosse uma marionete em Suas Bondosas Mãos...
Me favorece com Palavras de Alento...
No dia de hoje, testemunho a Boa Nova que me foi anunciada...
Sinto-me integrada em Cristo Jesus, faço parte da construção do Reino de Deus que já é meu e de todos...
Nada temo... nem mesmo na dificuldade... pois sei que SEMPRE terei a Ajuda Infalível Divina...
Nada de derrotismo em mim, nem de derrota nem de fracasso...
Vida Nova... Vida Plena...
Que eu seja desapegada de tudo o que seja destrutivo e ruim (não de acordo com a Sua Santa Vontade) neste mundo, Senhor!



A Santíssima Trindade está muito interessada em minha felicidade...

"O Reino de Deus afeta sua vida diária, não apenas sua vida futura".

 (Alton Gansky)

http://www.idade-espiritual.com.br/


quarta-feira, 6 de novembro de 2013

A Cruz

Do: Evangelho de São Lucas 14, 25-33
“Se alguém vem a mim, mas não me prefere a seu pai e sua mãe, sua mulher e seus filhos, seus irmãos e suas irmãs, e até a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. Quem não carrega a sua cruz e não caminha após mim, não pode ser meu discípulo. »


O Evangelho de hoje leva-me a reflectir algumas questões pelo que peço o auxílio do Divino Espírito Santo para me ajudar a discernir.
Será que Jesus está sempre no centro da minha vida e que O amo acima de todas as coisas, porque Deus encarnado? Será que tenho conseguido ao longo da minha vida ser radical na minha entrega a Cristo a ponto de me deixar envolver completamente pelo Seu Amor?
A Cruz de Cristo não foi ficção. A Cruz foi uma realidade que Jesus transportou com o peso dos meus pecados e de toda a humanidade, para a Salvação de todos.
Será que aceito sem reclamar a minha cruz e a transporto seguindo Jesus, entregando-me de alma e coração no serviço, no amor e no perdão a cada irmão?
Tantas vezes que o meu egoísmo, a minha cegueira me impedem de percorrer o Caminho do Calvário.
Quantas vezes fui incapaz de me despegar das superficialidades, da inércia, de tantos preconceitos que me impedem de ver a Luz que irradia da Cruz, que liberta e salva. 
O Senhor chama-me a seguir após Ele apesar das minhas imperfeições.  Sim,  o Senhor que me ama incondicionalmente convida-me a que me desinstale para abraçar o Seu Ideal. O ideal do Seu Reino. O Ideal do Amor. 

Perdoa-me, Senhor! Eis-me aqui disponível para seguir após Ti.

Um abraço no Amor e Paz de Cristo.

http://rotasdiferentes.blogspot.com.br/