sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Quem perseverar até o fim...




Evangelho: Mt 10, 17-22


"Sereis odiados por todos, por causa do meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo."




O Evangelho de hoje, chamado de discurso missionário, está constituído de orientações e advertências para o exercício da missão. Jesus previne os seus discípulos a cerca da hostilidade que a missão pode sofrer.

*


Meu Senhor, há coisas que eu nem gosto de imaginar. Até  certo ponto é bom, senão eu poderia desanimar antes da hora. Confio em vós, e tenho certeza que, quando chegar a hora, ouvireis minha oração e me dareis a ajuda necessária. Desde agora, porém, aumentai meu amor, minha fé e minha coragem; assim me preparareis aos poucos para o futuro. Confio em vós. Amém.

***

Em vossas mãos, Senhor, entrego meu espírito.
Sl 31(30)



quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Nasceu o Salvador!

 
Menino Jesus

Hoje há dois Evangelhos a serem meditados: o do dia Lucas 1, 67-79 e o da noite de Natal Lucas 2, 1-14. No primeiro, Zacarias, pai de João Batista deixou-se agir pelo Espírito Santo e salmodiou o Benedictus, um cântico de louvor às maravilhosas obras de Deus. Assim, também eu preciso me encher do Espírito Santo e render graças a Deus por tudo que Ele tem feito em minha vida. Que a minha voz se solte cada vez mais para cantar, salmodiar e sobretudo anunciar Jesus, meu Salvador!

O Evangelho da noite de Natal me traz esperanças, renovação, expectativas de dias melhores, de dias de paz, de união, de amor… Que eu possa celebrar com toda força do meu coração o nascimento de Jesus, Luz da minha vida, meu rochedo, minha salvação! Que eu celebre o Natal,  esta grandiosa graça, não somente no dia de hoje, mas em todos os dias da minha vida!

A mensagem de Natal do Papa Francisco lateja em meu coração, por isso tomei a liberdade de transformá-la em prece para que eu nunca me esqueça o verdadeiro sentido do Natal! Que eu seja Natal para mim mesma e para o meu próximo, hoje e sempre!
 

“No Natal, que eu me silencie

para que eu consiga ouvir a voz do Amor.

Que eu seja Natal para que eu me disponha, todos os dias,

a renascer e deixar que Deus penetre em minha alma.

Que eu seja o pinheiro de Natal e tenha força para

resistir aos ventos e dificuldades da vida.

Que eu seja a decoração de Natal, para que minhas virtudes

sejam cores que enfeitam minha vida.

Que eu seja o sino de Natal para chamar, congregar, reunir.

Que eu seja a luz de Natal para que, com uma vida

de bondade, paciência, alegria e generosidade

consiga ser luz a iluminar o caminho dos outros.

Que eu seja o anjo do Natal para entoar e cantar

sua mensagem de paz, justiça e de amor.

Que eu seja a estrela-guia do Natal  para levar

o meu irmão ao encontro do Senhor.

Que eu seja como os Reis Magos para conseguir dar,

de presente, o melhor de mim, indistintamente a todos.

Que eu seja a música do Natal para

conseguir a minha harmonia interior.

Que eu seja o presente de Natal para conseguir

comportar-me como verdadeira amiga e irmã

de qualquer ser humano.

Que eu seja o cartão de Natal para que a bondade

esteja escrita no gesto de amor de minhas mãos.

Que eu seja os votos de Feliz Natal para perdoar,

restabelecendo de novo, a paz, mesmo a custo

do meu próprio sacrifício.

Que eu seja a ceia de Natal para saciar de pão

e esperança qualquer carente ao meu lado.

Que eu seja a noite de Natal para que, consciente,

humilde, longe de ruídos e de grandes celebrações,

em silêncio possa receber o Salvador do Mundo.

Que eu possa me assemelhar com esse Natal, para que

o meu Natal seja realmente feliz!”

 

 
Feliz Natal
 

Abraços fraternos,

 

Sileni Machado

Vivendo e Aprendendo

Fotos e Prosas



terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Que eu Abrigue o Salvador em mim!






 Evangelho de Lucas 1, 39 - 45

Uma jovem camponesa leva no Ventre o Filho de Deus...

Senhor, ando tão conturbada e confusa, muitas vezes, depois de longas caminhadas por tantos lugares...  sinto-me tateando... 
Conceda-me, por gentileza, mais flexibilidade para prosseguir o Caminho... como Maria fez...
Eu não conheço o Caminho por inteiro... mesmo dormindo, preciso velar...
Que eu seja peregrina e diga o meu SIM desmedidamente... sem cansar-me, Mestre Amado...
Alegre o meu coração para que eu exulte porque o Senhor é comigo...

Que a exemplo de Maria Santíssima, eu não me instale no que é provisório!

Conceda-me o Dom do Discernimento dos espíritos...
Que eu seja uma sentinela da Esperança e da Vida!
Que eu seja uma tenda aberta para que os irmãos beneficiem-se...
Que o meu semelhante não se afaste de mim com medo de que eu não o compreenda!
Amplie a minha Tenda do Coração, Senhor!
Menino Deus, você é Vinda... Inciativa, Presença e Libertação....

A exemplo de Maria que eu abrigue o Salvador em mim...
Que o meu coração seja um Espaço Sagrado!

Um santo e abençoado Tríduo de Natal a todos...


http://www.idade-espiritual.com.br/

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Alegra-te, ó cheia de graça!



                TRILHA
                 

                                       
 "...Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar?..."
                                                                             Evang de São Lucas 1,39-47

Linda a visita de Maria à Izabel.
Quanta delicadeza. Quanta bondade.
Nossa Senhora nos demonstra como é bom compartilhar nossas alegrias com quem amamos.
De que nos seria válido ser feliz sozinhos?
                   E assim fez nossa Mãe: em sua hora bendita, quis dividir com Izabel sua graça.
                   E como é bom ter a quem amar!!!
                   O amor me enche de alegria, mesmo nas adversidades.
Imagino quantas dificuldades Nossa Senhora teve que enfrentar.
Desde a notícia da gravidez até a crucificação de Jesus.
Penso em tudo que ela passou como mulher solteira, grávida...
Mas amou.
E quis espalhar a alegria de amar.
Pode até ter sentido medo, mas o amor foi mais forte.
E disse sim.
E seu sim me deu o Salvador!
             
                      Como agradecer tanta graça alcançada ao receber do Senhor essa Mãe maravilhosa?
                      Sempre esteve presente em minha vida.
                      Sempre intercedeu por mim nos instantes em que menos mereci...Mãe Intercessora!
                      Mãe amada que por mim buscou e trouxe de volta à casa do Pai.
                      Foi pelas Tuas mãos abençoada, Santa Maria, que hoje estou aqui, Adorando ao Deus maravilhoso que temos.
                      Reconheci, através da Mãe, a Misericórdia do Filho Bendito.
                      Meu coração se enche de gratidão, ao receber da Mãe a graça de amar o Filho.
                      Hoje posso cantar em voz alta, um Cântico Novo, uma nova canção, O Cântico de Maria:
             "A minha alma engrandece e glorifica ao Senhor!
Meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.
Ele olhou minha pequenez, fez-me bendita entre as nações.
Realizou em mim maravilhas, o Poderoso.
A sua misericórdia é de geração em geração.
Sobre os que temem Aquele, cujo nome é Santo."


                                     

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Aos teus pés deposito meu Fardo...

Evangelho de Mateus 11, 28-
Segunda Semana do Advento
                     
                    "Vinde a mim todos vós que estais cansado s e fatigados sob o peso dos vossos fardos,e eu vos darei descanso"



                                   



                                                               
                                                        Este Evangelho de Mateus  é uma resposta de Deus sob forma de conforto e  misericórdia por todo este ano de incertezas de cura das minhas enfermidades físicas e espirituais , que tolheram em alguns momentos a capacidade de ser tudo aquilo que precisava ser :conforto da  minha família, equilíbrio nas decisões a serem tomadas e força para suportar o peso do fardo...
                                                       Por instantes esqueci que sou humana, falível e passível de fraquezas e oscilações, por ocasiões de maior pressão vacilei nas orações e quase me desesperei... Quase Senhor ..Porque retornei  há tempo e encontrei a lucidez que me restava para prosseguir sendo suporte e resistir às influências do inimigo...
                                                       Olhei para tua Cruz e revi teu sofrimento , tua mansidão e tua humildade  no servir e se imolar com tanta grandiosidade por mim.
                                                       Hoje, Senhor, meditando esta passagem bíblica , sei que estavas à espreita , observavas os meus passos  e caminhavas ao meu lado...Fez-se a luz , o que antes não conseguia enxergar e não via saídas no labirinto em que me encontrava , teu farol me guiou pela senda  e as soluções foram surgindo, não foi mágica , foi tua misericórdia!
                                                       Enviaste teus anjos  e tudo foi solucionado. Fui humilde para seguir as orientações e agradecida por meu fardo se tornar leve e suportável.
                                                       Por  esta razão :
                                                     
                                                       "Bendize, ó minh'alma, ao Senhor
                                                         e todo o  meu ser, o seu santo nome
                                                         Bendize , ó minh'alma ao , ao Senhor
                                                         não te esqueças de nenhum de seus favores"

                                                    Que eu não esqueça Senhor que tu és bondoso , compassivo  e paciente  com minhas culpas e omissões , que a minha  Fé seja a cada dia aumentada , porque eu preciso de ti e nos teus braços sempre quero estar . Que eu tenha de verdade aprendido a lição .
carregar meu fardo sentindo tua leveza e mansidão .

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Multiplicação dos pães


Ao meditar no Evangelho de São Mateus 15 (29-37) penso em como tantas vezes me preocupo em multiplicar os meus bens materiais, prestigio, fama, aparência e como tudo isto só me ajudará a afastar de Deus! Como subestimo os seus ensinamentos.
Ele compadeceu-se do seu povo que O seguia firme na fé alimentando-o física e espiritualmente e como eram gratos a Deus com toda a convicção!
Tantas vezes me esqueço de Lhe agradecer pelas maravilhas que tem operado na minha vida! Como ainda duvido deste Deus Misericordioso que se faz presente a cada instante da minha vida!
É tempo de Advento, tempo privilegiado para no silêncio do meu coração preparar o Natal de Jesus. Tempo de vigilância, de oração, de conversão. Tempo de alegria e esperança na expectativa da vinda do Senhor, Deus encarnado, que vem e virá e me convida para que, com firmeza e, em cada dia saiba caminhar na solidariedade e na partilha.
Por isso rogo ao Senhor que, em nome de Jesus, multiplique em mim a caridade, a minha disponibilidade no amor ao próximo, a minha capacidade de perdoar, de sorrir, de O servir nos outros com a mesma misericórdia que usou para com o seu povo.


«No silêncio de Deus, enquanto esperamos a Sua manifestação gloriosa através da encarnação, deixemo-nos moldar por Ele, reconhecendo e aceitando que somos todos obras das Suas mãos e com Ele queremos fazer Comunhão».

Para todos os meus votos de um santo Advento. 
Ailime

http://rotasdiferentes.blogspot.com.br/

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Advento: Meu Novo Despertar


Advento: me preparo para o que ainda não vejo... prossigo para uma meta...


ADVENTO: NOVO DESPERTAR


“Para que não suceda que, vindo de repente, ele vos encontre dormindo” 
(Mc 13,36)

Entro em sintonia com o Seu coração...

Novo tempo, que pede de mim amplitude de visão e sensibilidade.


“Ficai despertos!” “Vigiai!” “Tende os olhos abertos!”: são Apelos para o início deste Advento.

Advento é tempo que convida-me a abrir o coração, escuto o Espírito e ponho-me a caminho, enquanto “a luz da vida” ilumina-me.

Acolher os momentos de Deus é estar preparado para o mais “in-esperado”.

“Deus é sempre surpreendente”,

Na oração: o que faz-me permanecer adormecida, alienada da
realidade e incapaz de “ler” os sinais d’Aquele que vem vindo?

Como situo-me diante dos desafios que sou chamada a enfrentar?

Não me sinto cansada, desanimada ou sem esperança por já ter vivido tantas mudanças.

Ou talvez desanimada porque as coisas não aconteceram como havia previsto.

Ou, ao contrário, cheia de energia, entusiasmada por ser protagonista de uma época considerada de graça e de bênção.


http://www.idade-espiritual.com.br/

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Palavras que não passam



Evangelho: Lc 21, 29 - 33


"O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão".


O Reino de Deus está próximo! Palavras que indicam Esperança. Sei que posso viver de Esperança enquanto sou peregrina neste mundo. Esta Esperança, nascida da fé, nada mais é que a certeza de viver como cristã apoiada na Palavra e no destino final de Jesus Cristo, que venceu o mal e a morte.

Como cristã que sou, procuro manter o olhar fixo nele, no meu Senhor, porque sei que posso confiar em suas palavras. Palavras que procuro ler e meditar tirando delas tudo o que necessito para o meu viver. O Senhor está perto de mim e dele recebo o auxílio e a proteção nos momentos mais difíceis. Sei que posso me refugiar nele toda vez  que precisar, porque ele é minha fortaleza! "Meu Deus em quem confio!"

Amém!





Feliz quem encontra no Senhor sua força.
Sl 84(83)


Zui Galvão

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Quem permanece firme ganhará a vida!

 

permaneceis firmes

 

A Palavra de Jesus soa muito forte para mim neste Evangelho! Será que me manterei firme e fiel na minha fé a ponto de dar a minha vida em nome de Jesus e do seu Reino? Será que na primeira dificuldade já não cairei por terra negando a Jesus como fez Pedro? (Mc 14, 72)

Reconheço as minhas fraquezas, mas também reconheço que viver uma vida distante de Jesus é trilhar um caminho de dúvidas e incertezas. E o que me leva a crer nisso? A minha !

A minha fé me faz crer que Jesus me dará palavras tão acertadas, que nenhum dos meus inimigos me poderá resistir ou rebater, a minha fé me faz crer que não perderei um só fio de cabelo da minha cabeça se não for da vontade de Deus. Por isso, permaneço firme, pois Jesus prometeu que aquele que permanece firme irá ganhar a vida!

 

Jesus, Mestre e Senhor,

somente tu tens Palavras de vida eterna,

palavra de salvação que me conduz ao Pai.

Rogo a Ti , Senhor,

não me deixe cair em tentação!

Fortalecei o meu espírito

e a minha fé para que

eu continue firme, em pé, como

Maria aos pés da Cruz!

Dai-me um coração manso e humilde

para amar sem medida.

E haja o que houver, dias fáceis ou difíceis,

que eu nunca me afaste de vós! Amém!

Meditação do Evangelho de Lucas 21, 12-19

 

Abraços fraternos,

Sileni Machado

Vivendo e Aprendendo

Fotos e Prosas

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Vivo com Ousadia?



“Fiquei com medo e escondi o teu talento no chão; aqui tens o que Te pertence” .
(Mt 25,25)


Ter talento = Ter inteligência ?

Sou talentosa?

Tenho mérito?

Terei recompensa?


A imagem de Deus que os fariseus tinham, era justamente assim:

Dom + exigência e recompensa?

Sou adepta de mercantilismo na Religião?
Faço chantagem afetiva com o Senhor?


Onde entra a gratuidade na minha Missão?

O mundo de hoje impulsiona-me a produzir sem parar... 

Percebo Deus como Graça?


Deus ama-me não porque sou boa, tenha méritos ou seja talentosa... TUDO que tenho de bom em mim é  Graça... não sou merecedora... DEUS que é BOM!!!

Não me adianta só observar preceitos e leis... Muito pouco ou nada me servirá... só cumpro o meu dever...  nada mais...

Quando sinto que Deus é severo... exigente... injusto... arbitrário... NÃO POSSO CONFIAR NELE... mantenho-me paralisada... sem ânimo e generosidade para evangelizar... não corro risco... perco a criatividade... penso que vou perder, se doar-me e aos dons (o que recebi de graça)... 
Minha fé não contagia ninguém... minha Religião se torna dever, rito  a cumprir...  oração se torna monólogo... vida em comunidade fica pesadíssima... a apatia toma conta de mim... 



 “Tenho uma riqueza, sou um tesouro de valor incalculável... não tenho medo nem me ‘enterro’ na mediocridade ou superficialidade. 
Atrevo-me a viver tudo o que sou! Sou ousada e saio da ‘normose'!

O Mestre Jesus, com esta parábola, quer me dizer: “se eu tiver uma imagem de Deus tão marcada pelo medo, minha vida será, já agora, choro e ranger de dentes. 
Se eu quiser controlar tudo, perderei, já agora, qualquer controle sobre minha vida. 
Se eu estiver tão obstinada em não cometer nenhum erro, errarei em tudo”.

Senhor, faz-me mais humana... que eu mais ame e sirva!

Obrigado, Senhor, por fazer-me feliz e sentir a sua Presença... a sua Graça basta-me!

http://www.idade-espiritual.com.br/


sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Ele não tardará




TRILHA: 


                     
      Evangelho de São Lucas 17, 26-37

"...Mas o Senhor virá, Ele não tardará.
Que eu seja santo,santo, santo, pois Deus é Santo, Santo, Santo..."


Hoje o Senhor vem me falar de sua vinda.
Vem me mostrar o quanto ignoro seu tempo, sua hora, seu momento.
No redemoinho da vida mundana, das preocupações diárias, vivo de forma desprevenida, esquecendo-me de que a qualquer instante Ele voltará.
E aí então me pergunto: 
Se fosse agora, neste exato momento a sua chegada, eu estaria da maneira que Ele quer me encontrar?
E vejo o quanto me falta pra alcançar a santidade de vida.
Algumas vezes, na minha humana forma de ser, acho-me auto suficiente e esqueço-me da presença do Senhor em meu viver.
Sinto-me apegada às coisas e fatos do passado, assemelhando-se a mulher de Ló.
Seu exemplo de estátua de sal não basta para extinguir esta tendência de apego a tudo àquilo que passa.
A grandeza do Pai e sua eterna misericórdia se faz presente em minha vida.
Ele me agracia incansavelmente, como o Pai amoroso que É e traz-me de volta à seu abraço, à sua proteção.
E, novamente sinto-me em casa. A festa me espera. De braços abertos, o Senhor me acolhe, todos os dias, mesmo diante da minha indiferença.
Dai-me a graça do desapego, Senhor.
Dai-me a graça de deixar passar o que passa.
E que o Senhor me encontre em paz.
     "...que a santidade da minha vida, apresse o Senhor e Ele logo virá."

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Minhas Lepras...Cura-as Senhor!

Evangelho de Lucas 17,11-19
Reflexão Pessoal





                              Ao meditar nas palavras proferidas por Jesus aos  dez leprosos, ao ouvir a súplica: “ Jesus, Mestre tem compaixão de nós”, senti-me profundamente tocada pela releitura que faço dessa passagem evangélica.
                               A  postura do mestre que não ultrapassa os limites da autoridade vigente ao responder – “Ide mostrai-vos ao Sacerdote” mostrou-me este lado justo de Jesus. Havia um propósito... Que tipo de Fé movia aqueles homens?
                              A fé dos que se contentam com as benesses materiais   ou aquela Fé que vai mais além , que extrapolando o factível reconhece e  agradece  a  misericórdia do Senhor!
                              Jesus me mostra que sou leprosa no corpo e também na alma quando me deixo contaminar por lepras morais    como arrogância, prepotência , orgulho, autossuficiência  e tantas mais que me impedem de ser  serva  de Deus , criatura destinada  a adorar e louvar sua onipotência .
                               Sim, eu nasci para adorar e louvar  a Deus !  Meu querer está  nele que muito me ama  de forma especial e exclusiva . Pergunto-me quem será capaz de me amar de forma tão grandiosa?
                               Quem será capaz  de sempre estar de braços abertos para me acolher e perdoar, perdoar, perdoar....
                                É tão pouco o que retribuo ... É tão equivocada  a forma como manifesto este amor que digo sentir por Êle...
                                Amar a Deus é amar ao próximo... Como  ponho em prática na minha vida  está máxima ? Como me aproximo do altar do Senhor querendo amor e perdão se meu coração está  oprimido, revoltado e  corroído pela “lepra moral”?
                                Entretanto  a misericórdia grandiosa de Deus  e minha fé me sustentam. Sei o quanto é difícil  a caminhada, mas um passo de cada vez, procurar não sofrer recaídas nos firmes propósitos de emendas,  reconhecer com humildade minhas limitações e fazer da vida uma permanente oração viva,: a prática do bem   e procurar amar como Jesus amou.
                                 É no cotidiano que vou aplainando o terreno a fim de que as pedras do caminho sejam afastadas e possa semear em solo fértil. Se  estou doente, ao meu redor outros mais do eu precisam de mim, eles se espelham em mim, eles me fortalecem porque induzem o carregamento da minha “bateria”  transmutando energia em amor incondicional
                                      É nessa trajetória   do dia-a-dia  que aprendo a não julgar, fechar os olhos do corpo e abrir os da alma, conviver com a fragilidade física ou moral do meu irmão que me ensina o caminho do real viver .
                                                 Ajuda-me Senhor a ser aquele leproso entre os dez curados  que reconhece e agradece tua imensa misericórdia. Não permitais que a ingratidão permeie a minha vida e tolha a caminhada em busca do teu Reino, que não é deste mundo!.
                                 Minhas Lepras... Cura-as Senhor! 



quarta-feira, 5 de novembro de 2014

À descoberta do Amor

Reflexão à Luz do Evangelho de São Lucas  14,25-33

 Ao meditar no Evangelho de hoje penso em como Jesus é misericordioso vindo de novo ao meu encontro, no momento exacto, mostrar-me e ensinar-me pela Sua Palavra, o quanto ainda sou uma discípula imperfeita e quão afastada estou do seu Ideal! Na verdade coloco ainda tantas vezes em primeiro lugar outras prioridades em detrimento de continuar seguindo a missão que Ele concebeu para mim! Tantas vezes me sinto como Marta ansiosa e preocupada com tantas coisas banais, quando apenas uma é necessária! Amar o Senhor de forma radical e com total desapego, disponibilizando-me para O seguir, servindo-O a cada momento na dedicação e carinho que possa dispensar a cada outro meu irmão! E a missão pode e deve iniciar-se no meu próprio lar,  com os membros da minha famíliaE arrojar e seguir adiante onde tantos me aguardam na solidão, na doença, abandonados pelas suas famílias!
Por isso rogo-Te, Senhor, que me concedas a coragem e a ousadia necessárias para não hesitar em sair da minha zona de conforto e impregnada do Teu Santo Espírito possa corresponder ao teu convite de continuar aqui na Terra a construção do teu reino de Amor! 
À descoberta do amor


Ensaia um sorriso
e oferece-o a quem não teve nenhum.
Agarra um raio de sol
e desprende-o onde houver noite.
Descobre uma nascente
e nela limpa quem vive na lama.
Toma uma lágrima
e pousa-a em quem nunca chorou.
Ganha coragem
e dá-a a quem não sabe lutar.
Inventa a vida
e conta-a a quem nada compreende.
Enche-te de esperança
e vive à sua luz.
Enriquece-te de bondade
e oferece-a a quem não sabe dar.
Vive com amor
e fá-lo conhecer ao Mundo.

Mahatma Gandhi


sexta-feira, 31 de outubro de 2014

O silêncio como resposta ao questionamento de Deus



Evangelho: Lc 14, 1-6


"Em dia de sábado é permitido curar ou não?" Eles ficaram em silêncio.



Após a pergunta de Jesus, o silêncio dos Fariseus é considerado uma resposta de consentimento para a interpretação da Lei que Jesus propõe. Mas para os Fariseus, o silêncio tem como significado a falta de resposta por "incapacidade deles em responder", como diz o Evangelho. Desta vez Jesus pegou aos seus opositores de surpresa, deixando-os mudos, sem respostas. E aproveitando o espaço do silencio deles, Jesus cura o homem e o despede. Após esta iniciativa passa a questionar sobre a rigidez na prática dos mandamentos da Lei de Deus que impede a compaixão e as obras de misericórdia.

Neste texto do Evangelho, a palavra Silêncio chama a atenção por ser o resultado de mais de uma reação à um mesmo questionamento: o silêncio por aprovação, aceitação e o silêncio por não ter resposta adequada à pergunta. Me deparo em minha vida, com estas duas possibilidades em responder. Vai depender se alcanço a compreensão do questionamento a mim dirigido para que o silêncio seja a expressão de minha aprovação. Ou se, não compreendo o verdadeiro significado do enunciado da questão por desconhecimento ou ignorância... Ou ainda, o silêncio por não querer me comprometer: " deixa a vida me levar, leva eu...", como diz a música. Neste caso, compreendo o questionamento mas não quero responder preferindo permanecer muda, por ser mais cômodo. 
Há ainda outros aspectos do silêncio mas, para o silêncio como resposta aos questionamentos, só me ocorreu estes para refletirmos juntos a palavra de Deus.

Meu Jesus, que o meu Silêncio não seja traduzido por mudez, causado por ouvidos moucos a tua palavra inquietante... Silêncio como evasiva de minha resposta para não escutar os teus apelos.
Apelos que são questionamentos sobre o meu viver cristão, que prefiro não escutar permanecendo em silêncio mudo e assim, não me comprometer. Não me comprometer com o outro, desde o mais próximo, os de casa, os do meu trabalho, como os que estão distantes e só sei de suas existências pelos meios de comunicação e que, para estes, basta apenas uma prece de intercessão que nunca faço.

Meu Jesus, se o meu Silêncio for causado pela não compreensão de tua palavra que procuro escutar, principalmente nos momentos difíceis, de escuridão completa, não permita que eu me afaste e me perca na indiferença muda de tua palavra misericordiosa. Envia o Santo Espírito para me iluminar.

Meu Jesus, ajuda-me para que, assimilando tua Palavra questionadora, eu possa responder com o Silêncio de tua Mãe Santíssima que "guardava tudo em seu coração". 

Amém!


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

A minha salvação depende de mim!


Jesus_Salvação

Jesus, Mestre e Senhor, que eu seja incansável na missão de evangelizar. Sei que no decorrer do meu caminho sou atraída, muitas e muitas vezes, pelas facilidades e ofertas tentadoras do mundo, mas não me deixe cair em tentação! Que eu possa escolher o caminho da porta estreita, que sei, não é o mais fácil, mas é o caminho da verdade que me conduzirá ao Reino de Deus.

Se estivesse caminhando com o Senhor agora, sentiria receio, por causa dos meus pecados, de estar ao lado dos que não serão salvos e, por certo, Lhe faria a mesma pergunta: “Senhor, é verdade que são poucos os que se salvam?” (Lc 13, 23). O Senhor foi incisivo na resposta: “Fazei todo esforço possível para entrar pela porta estreita. Porque eu vos digo que muitos tentarão entrar e não conseguirão” (Lc 13, 24). Eu entendi, Senhor, que a minha salvação depende de mim, das minhas ações, das minhas atitudes… Deus não me reconhecerá pela minha aparência, mas pelas minhas atitudes!

Não é porque faço parte de pastoral, movimento ou serviços dentro da igreja que estarei entre os primeiros a ocupar um lugar à mesa no Reino de Deus. O que estou eu fazendo para os “pequeninos” de Jesus?

Perdão Senhor, por todas as vezes que agi mal aos vossos olhos, se escolho o caminho errado, a responsabilidade é totalmente minha, por isso, rogo veementemente ao Senhor que me conduza pelos caminhos retos, suscitando em mim a prática do amor, da solidariedade, da fraternidade e da justiça. Assim seja!

Meditação do Evangelho de Lucas 13, 22-30.


Abraços fraternos,

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

A quem muito foi dado, muito será cobrado!



Na minha vida já me preparei para muitas coisas: para uma prova na escola, para o vestibular, para uma vaga de emprego, para o dia do meu casamento... Em certas coisas eu me preparo para que o objetivo seja alcançado com êxito, em outras para evitar o infortúnio, em outras ainda, por mais que eu me prepare, sempre serei pega de surpresa, como a doença e a morte, por exemplo! E pensando nisso tudo, fiquei me perguntando: será que estou preparada para a chegada de Jesus? Será que serei pega de surpresa?

É um desconforto muito grande quando se é pego de "calças curtas", somente quem já passou por isso sabe! Quem já não viveu tal situação? Eu já vivi! Mas como será quando Jesus vier pela 2ª vez? Eu, que estou meditando este Evangelho, que conheço a Palavra, os documentos da Igreja, se não agir conforme a vontade de Deus, por certo, serei chicoteada muitas vezes, pois "a quem muito foi dado, muito será cobrado" (Lc 12, 48). 

Mas também não quero ser a mais correta com o intuito de não ser chicoteada, eu quero merecer estar ao lado de Jesus, por isso rogo a Deus que me ilumine para que eu seja serva fiel, mesmo consciente das minhas fraquezas, dos meus pecados, que eu possa viver o chamado de Jesus com autenticidade, de coração aberto e fé vigilante. 

Do mesmo modo rogo a Deus pela Igreja, para que ela seja a administradora fiel e prudente que o Senhor colocou à frente para zelar e cuidar de mim e de todo o seu povo! Assim seja!

Meditação do Evangelho de Lucas 12, 39-48


Abraços fraternos,



terça-feira, 21 de outubro de 2014

Jesus Desconcerta-me



Outubro- Mês do Rosário de Maria)

Mateus 22, 15-21


DESCONCERTANTE JESUS


“Daí a César o que  é de César e a Deus o que é de Deus” (Mt 22,21)

Jesus desconcerta-me... se não me desestabilizo com Ele é porque não sigo-O ainda...
O seguimento radical implica em desconcerto geral... ele desestrutura-me... ainda bem!
Ele mostra Poder diferente de mim, serve primeiro...
Por ser fiel ao Pai, segue à risca sua Missão...
Ele 'seduziu-me'...

Ele foi-me solidário...
Não me deixa encaixar em esquema algum...
Quando forçam-me, perdem-me... 
Faz-me dar o fora à gente hipócrita para eu não ficar igual...
Dá-me livramento sem fim...
Só deixa-me enquadrada nas Bem-Aventuranças... se não for assim, não me deixa ser feliz nos moldes mundanos de forma alguma... ainda que eu queira...
Ufa!

Por Ele revelar-se Pequeno é que não posso ter a pretensão de ser 'grande', de forma alguma...
Lembro-me muito de Santa Teresinha, a judiada, a escorraçada, taxada por desequilibrada... depois, Doutora da Igreja... Missionária por excelência... no seu recolhimento interior e na sua pequenez (semelhante ao Mestre)...

Perdão, Senhor, por deixar-me ser desumana , muitas vezes, comigo mesmo...
O Senhor, que é Deus, quer-me humana na essência de como irmana-me a Si pela Graça do Pai...
Obrigada por aliviar meu sofrimento passado, tão grande... 
Sei que é um Deus do Respeito, da Dignidade, da Felicidade...
Não tenho nenhum poder sobre nada  nem ninguém... assim deixa-me e sou bem feliz...  insignificante e tremendamente amada...
Quem almeja ser assim senão uma serva sua que é amada, resgatada, enviada?
Hoje recebo mais uma advertência sua e sei que tem toda a razão em admoestar-me: Tudo o que tenho é de Deus, é seu, meu Deus e Senhor... não posso roubar nada para mim...
No dia de hoje, devolvo o que é seu... a minha vida, tudo o que tenho e possuo...
Amo o Senhor porque nada impõe-me.... tudo dá-me sem pedir retribuição alguma para Si... é Puro Dom, o meu Deus!!!

Preciso sempre pedir a graça de ser sempre sua, meu Deus, pois pertenço-Lhe...

Rompe em mim, Senhor, todos os esquemas fechados... meus césares sejam desfalecidos em mim, por caridade, Mestre Amado...
Faz-me ser livre e solidária sempre...

Obrigada, Senhor!




quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Rezar É Conversar Com Deus...

Evangelho de Lucas  11, 1-4

                                                   
                                                         foto Google Imagem


                                                             POEMA

.
                       Senhor  tua simplicidade me encanta.                                            

                       Sim, deixando que tuas palavras me invadam
                       Dilato meu coração e deixo-me transformar ...
                       Não  é necessário alegorias para te agradar
                       Queres  tão somente de mim:
                       Que eu  louve  ao Pai santificando seu  nome  propagando
                       O seu Reino ;
                       Que eu louve ao Pai  reconhecendo-o como   único
                       Senhor da vida ;
                       Que eu louve ao Pai  sendo grata pelo pão que partilhamos .
                                                            
                                                         foto Google Imagem

                       Que eu louve ao Pai  pedindo perdão pelos meus pecados
                                                        
.                                                       foto Google Imagem

                       Que eu Louve ao Pai  orando para não cair em tentação.


                                                               SÚPLICA


                                                       Sim, Senhor Jesus,  não permitais que a idolatria
Reinante neste mundo, que é a fonte de toda ofensa a ti , que a indiferença
De muitos à tua solidão no Sacrário,  que  ambição pelo poder que destrói
Vidas  não  faça morada no meu coração.
                                                         Receber-te Jesus, na Eucaristia, nunca seja  motivo
de  condenação e sim de Salvação .
                                                           Que no  meu coração  as palavras inspiradas sejam  ditadas por ti,  que eu sempre as reconheça.
                                                           Que eu possa viver  este Evangelho!