quarta-feira, 2 de abril de 2014

Jesus, Filho de Deus


Ao meditar no Evangelho de hoje  ( Jo 5, 17-30) ressalta-me de imediato a estrita e amorosa comunhão de Jesus com o Pai! E S. João, o apóstolo do Amor, expressa-a de forma divina.
Jesus, filho de Deus, veio ao mundo para fazer a Vontade do Pai revelando o Seu projeto de salvação para com a humanidade, para a libertar do pecado e das trevas.
Nesta Sua união com o Pai Jesus revela-me a sua condição divina e mostra-me o Amor Misericordioso de Deus, que pela Sua Palavra me foi dado a conhecer.
 Porque a realeza Divina de Jesus foi incompreendida foi condenado à morte.
 Ele inesgotável fonte de Vida.
E questiono-me quantas vezes ao longo da minha vida, nos momentos de maior fragilidade, incertezas e desânimos, não me afastei de Deus, não deixei apagar a chama deste amor filial que através de Cristo e na Unidade do Espírito Santo me foi oferecido.

Interrogo-me ainda quantas vezes não terei deixado de estar em comunhão com este Senhor que seduz, que liberta, que não impõe, mas antes sugere e me convida a fazer festa à Sua Mesa.



Senhor, perdão pelos momentos em que não correspondi ao Teu amor,
 pelos momentos em que duvidei e Te esqueci.
Misericórdia, Senhor, porque pequei!
À Luz do Teu amor, ajuda-me Senhor, a contemplar a Tua Paixão e a compreender que a Tua união com o Pai prepara o caminho para que também viva em comunhão com Ele.

http://rotasdiferentes.blogspot.com.br/