quarta-feira, 23 de julho de 2014

Que eu seja solo fértil e produza muitos frutos!



Meditando a Palavra de Deus através do Evangelho de Mateus 13, 1-9, fui reconstruindo toda a minha trajetória até chegar onde estou agora. Tenho muito o que agradecer a Deus por suas grandiosas obras em minha vida! 

Já fui o pássaro que fica à espreita para comer a semente que cai à beira do caminho, me deixava influenciar por pessoas que maldavam a igreja porque eu não conhecia a Jesus e nem a sua Palavra e o que eu aprendia de ruim acabava passando adiante!

E porque um dia fui o pássaro que tirava a oportunidade dos outros de conhecer a Jesus é que meu coração era um terreno pedregoso, a semente que ali brotava logo morria porque não tinha raiz. Foi preciso trabalhar muito este solo para que um dia ele se tornasse fértil e pudesse florescer e dar frutos. Foi preciso, primeiramente, me desvencilhar daquelas pessoas que eu pensava que queriam o meu bem, mas na verdade só queria o meu mal, foi preciso me reencontrar comigo mesma buscando Jesus lá no fundo do meu coração... Ele sempre esteve lá, eu é que não percebi!

E quando eu entendi que Jesus nos aceita exatamente como somos, então me aceitei com todos os meus erros e defeitos. Não sou perfeita! Continuo errando, mas com a certeza de poder acertar e com Jesus posso dizer com toda a convicção que, ultimamente, meus acertos têm sido maiores que os meu erros porque Jesus é o caminho que me leva à verdade e ao amor.

É uma busca constante desse amor, que é o próprio Jesus, que me faz crescer a cada dia, assim vou me tornando solo fértil e produzindo bons frutos e rogo a Deus que esses frutos sejam constantes e permanentes. Amém!


Abraços fraternos,