sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Para mim, quem é Jesus Cristo?



Evangelho: Lc 9, 18-22


Segundo o Evangelista Lucas, após momentos dedicados à oração, Jesus reuniu-se aos apóstolos e fez duas perguntas:

Quem dizem as multidões que eu sou?

E vós, quem dizeis que eu sou?

Nas respostas dos Discípulos, Jesus constata não ser bem compreendido tanto pelas Multidões que o acompanham como pelos Apóstolos seus seguidores.
As Multidões estão distantes de o reconhecer tomando-o por algum Profeta como João Batista, Elias.  E os Apóstolos, representados por Pedro, que responde: "O Cristo de Deus", mesmo chegando perto, também não visualizam o verdadeiro perfil de Jesus. Porque como todos em Israel, esperavam a vinda de um Cristo Messiânico, investido de poder que os libertassem do julgo romano. Mas, "Jesus se revela o Cristo como Servo Sofredor. Seu abandono na vida, na cruz continua sendo um desafio à fé e um mistério a ser cada vez mais identificado e desvelado".

Hoje, a Palavra de Jesus Cristo esta viva, através da mensagem de seu Evangelho que difundo pelo mundo e, mais ainda, por ser sua seguidora, investida como tal, pela ação do Espírito Santo que me foi conferida.
Como seguidora de Jesus, sua pergunta está sempre dirigida a mim: "Para você, quem sou Eu? O que significo na sua vida?


E, para mim, quem é Jesus Cristo?

Diante de mim, eu o vejo, através da fé, ontem, hoje e sempre:

Cristo, o Enviado do Pai. Ele que serviu com generosidade, gratuitamente, tornando-o capaz de entregar sua própria vida e assim, realizar a vontade de Deus.
Cristo que chamou os Apóstolos para  continuar a sua Igreja. 
Cristo Ressuscitado! 
Cristo na Eucaristia!
Cristo Vivo entre nós!

É assim que o vejo e como tento segui-lo. E, diante da visão que tenho da pessoa de Jesus comparando-o com o meu ser pecador, vejo uma grande distância que muitas vezes parece motivo de  separação, apesar da minha tentativa em conformar a minha vida a dele.
Na Meditação da Palavra de Deus e na Oração procuro vivenciar Cristo em mim. A Eucaristia e os demais Sacramentos são alimentos nesta caminhada. A vida em comum, que não é fácil, na família e no trabalho, ajuda a reconhecer meus defeitos e a tentar corrigi-los. É uma luta constante para a conversão! Mas, mesmo me sentindo pecadora sei que Jesus me envia sua graça! E que estamos juntos nesta caminhada, eu, você e Jesus! Amém.

***

Jesus, manso e humilde de coração!
Fazei o meu coração semelhante ao vosso!


Zui Galvão

http://meuoratorio.blogspot.com.br/