quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Nasceu o Salvador!

 
Menino Jesus

Hoje há dois Evangelhos a serem meditados: o do dia Lucas 1, 67-79 e o da noite de Natal Lucas 2, 1-14. No primeiro, Zacarias, pai de João Batista deixou-se agir pelo Espírito Santo e salmodiou o Benedictus, um cântico de louvor às maravilhosas obras de Deus. Assim, também eu preciso me encher do Espírito Santo e render graças a Deus por tudo que Ele tem feito em minha vida. Que a minha voz se solte cada vez mais para cantar, salmodiar e sobretudo anunciar Jesus, meu Salvador!

O Evangelho da noite de Natal me traz esperanças, renovação, expectativas de dias melhores, de dias de paz, de união, de amor… Que eu possa celebrar com toda força do meu coração o nascimento de Jesus, Luz da minha vida, meu rochedo, minha salvação! Que eu celebre o Natal,  esta grandiosa graça, não somente no dia de hoje, mas em todos os dias da minha vida!

A mensagem de Natal do Papa Francisco lateja em meu coração, por isso tomei a liberdade de transformá-la em prece para que eu nunca me esqueça o verdadeiro sentido do Natal! Que eu seja Natal para mim mesma e para o meu próximo, hoje e sempre!
 

“No Natal, que eu me silencie

para que eu consiga ouvir a voz do Amor.

Que eu seja Natal para que eu me disponha, todos os dias,

a renascer e deixar que Deus penetre em minha alma.

Que eu seja o pinheiro de Natal e tenha força para

resistir aos ventos e dificuldades da vida.

Que eu seja a decoração de Natal, para que minhas virtudes

sejam cores que enfeitam minha vida.

Que eu seja o sino de Natal para chamar, congregar, reunir.

Que eu seja a luz de Natal para que, com uma vida

de bondade, paciência, alegria e generosidade

consiga ser luz a iluminar o caminho dos outros.

Que eu seja o anjo do Natal para entoar e cantar

sua mensagem de paz, justiça e de amor.

Que eu seja a estrela-guia do Natal  para levar

o meu irmão ao encontro do Senhor.

Que eu seja como os Reis Magos para conseguir dar,

de presente, o melhor de mim, indistintamente a todos.

Que eu seja a música do Natal para

conseguir a minha harmonia interior.

Que eu seja o presente de Natal para conseguir

comportar-me como verdadeira amiga e irmã

de qualquer ser humano.

Que eu seja o cartão de Natal para que a bondade

esteja escrita no gesto de amor de minhas mãos.

Que eu seja os votos de Feliz Natal para perdoar,

restabelecendo de novo, a paz, mesmo a custo

do meu próprio sacrifício.

Que eu seja a ceia de Natal para saciar de pão

e esperança qualquer carente ao meu lado.

Que eu seja a noite de Natal para que, consciente,

humilde, longe de ruídos e de grandes celebrações,

em silêncio possa receber o Salvador do Mundo.

Que eu possa me assemelhar com esse Natal, para que

o meu Natal seja realmente feliz!”

 

 
Feliz Natal
 

Abraços fraternos,

 

Sileni Machado

Vivendo e Aprendendo

Fotos e Prosas



terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Que eu Abrigue o Salvador em mim!






 Evangelho de Lucas 1, 39 - 45

Uma jovem camponesa leva no Ventre o Filho de Deus...

Senhor, ando tão conturbada e confusa, muitas vezes, depois de longas caminhadas por tantos lugares...  sinto-me tateando... 
Conceda-me, por gentileza, mais flexibilidade para prosseguir o Caminho... como Maria fez...
Eu não conheço o Caminho por inteiro... mesmo dormindo, preciso velar...
Que eu seja peregrina e diga o meu SIM desmedidamente... sem cansar-me, Mestre Amado...
Alegre o meu coração para que eu exulte porque o Senhor é comigo...

Que a exemplo de Maria Santíssima, eu não me instale no que é provisório!

Conceda-me o Dom do Discernimento dos espíritos...
Que eu seja uma sentinela da Esperança e da Vida!
Que eu seja uma tenda aberta para que os irmãos beneficiem-se...
Que o meu semelhante não se afaste de mim com medo de que eu não o compreenda!
Amplie a minha Tenda do Coração, Senhor!
Menino Deus, você é Vinda... Inciativa, Presença e Libertação....

A exemplo de Maria que eu abrigue o Salvador em mim...
Que o meu coração seja um Espaço Sagrado!

Um santo e abençoado Tríduo de Natal a todos...


http://www.idade-espiritual.com.br/

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Aos teus pés deposito meu Fardo...

Evangelho de Mateus 11, 28-
Segunda Semana do Advento
                     
                    "Vinde a mim todos vós que estais cansado s e fatigados sob o peso dos vossos fardos,e eu vos darei descanso"



                                   



                                                               
                                                        Este Evangelho de Mateus  é uma resposta de Deus sob forma de conforto e  misericórdia por todo este ano de incertezas de cura das minhas enfermidades físicas e espirituais , que tolheram em alguns momentos a capacidade de ser tudo aquilo que precisava ser :conforto da  minha família, equilíbrio nas decisões a serem tomadas e força para suportar o peso do fardo...
                                                       Por instantes esqueci que sou humana, falível e passível de fraquezas e oscilações, por ocasiões de maior pressão vacilei nas orações e quase me desesperei... Quase Senhor ..Porque retornei  há tempo e encontrei a lucidez que me restava para prosseguir sendo suporte e resistir às influências do inimigo...
                                                       Olhei para tua Cruz e revi teu sofrimento , tua mansidão e tua humildade  no servir e se imolar com tanta grandiosidade por mim.
                                                       Hoje, Senhor, meditando esta passagem bíblica , sei que estavas à espreita , observavas os meus passos  e caminhavas ao meu lado...Fez-se a luz , o que antes não conseguia enxergar e não via saídas no labirinto em que me encontrava , teu farol me guiou pela senda  e as soluções foram surgindo, não foi mágica , foi tua misericórdia!
                                                       Enviaste teus anjos  e tudo foi solucionado. Fui humilde para seguir as orientações e agradecida por meu fardo se tornar leve e suportável.
                                                       Por  esta razão :
                                                     
                                                       "Bendize, ó minh'alma, ao Senhor
                                                         e todo o  meu ser, o seu santo nome
                                                         Bendize , ó minh'alma ao , ao Senhor
                                                         não te esqueças de nenhum de seus favores"

                                                    Que eu não esqueça Senhor que tu és bondoso , compassivo  e paciente  com minhas culpas e omissões , que a minha  Fé seja a cada dia aumentada , porque eu preciso de ti e nos teus braços sempre quero estar . Que eu tenha de verdade aprendido a lição .
carregar meu fardo sentindo tua leveza e mansidão .

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Multiplicação dos pães


Ao meditar no Evangelho de São Mateus 15 (29-37) penso em como tantas vezes me preocupo em multiplicar os meus bens materiais, prestigio, fama, aparência e como tudo isto só me ajudará a afastar de Deus! Como subestimo os seus ensinamentos.
Ele compadeceu-se do seu povo que O seguia firme na fé alimentando-o física e espiritualmente e como eram gratos a Deus com toda a convicção!
Tantas vezes me esqueço de Lhe agradecer pelas maravilhas que tem operado na minha vida! Como ainda duvido deste Deus Misericordioso que se faz presente a cada instante da minha vida!
É tempo de Advento, tempo privilegiado para no silêncio do meu coração preparar o Natal de Jesus. Tempo de vigilância, de oração, de conversão. Tempo de alegria e esperança na expectativa da vinda do Senhor, Deus encarnado, que vem e virá e me convida para que, com firmeza e, em cada dia saiba caminhar na solidariedade e na partilha.
Por isso rogo ao Senhor que, em nome de Jesus, multiplique em mim a caridade, a minha disponibilidade no amor ao próximo, a minha capacidade de perdoar, de sorrir, de O servir nos outros com a mesma misericórdia que usou para com o seu povo.


«No silêncio de Deus, enquanto esperamos a Sua manifestação gloriosa através da encarnação, deixemo-nos moldar por Ele, reconhecendo e aceitando que somos todos obras das Suas mãos e com Ele queremos fazer Comunhão».

Para todos os meus votos de um santo Advento. 
Ailime

http://rotasdiferentes.blogspot.com.br/

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Advento: Meu Novo Despertar


Advento: me preparo para o que ainda não vejo... prossigo para uma meta...


ADVENTO: NOVO DESPERTAR


“Para que não suceda que, vindo de repente, ele vos encontre dormindo” 
(Mc 13,36)

Entro em sintonia com o Seu coração...

Novo tempo, que pede de mim amplitude de visão e sensibilidade.


“Ficai despertos!” “Vigiai!” “Tende os olhos abertos!”: são Apelos para o início deste Advento.

Advento é tempo que convida-me a abrir o coração, escuto o Espírito e ponho-me a caminho, enquanto “a luz da vida” ilumina-me.

Acolher os momentos de Deus é estar preparado para o mais “in-esperado”.

“Deus é sempre surpreendente”,

Na oração: o que faz-me permanecer adormecida, alienada da
realidade e incapaz de “ler” os sinais d’Aquele que vem vindo?

Como situo-me diante dos desafios que sou chamada a enfrentar?

Não me sinto cansada, desanimada ou sem esperança por já ter vivido tantas mudanças.

Ou talvez desanimada porque as coisas não aconteceram como havia previsto.

Ou, ao contrário, cheia de energia, entusiasmada por ser protagonista de uma época considerada de graça e de bênção.


http://www.idade-espiritual.com.br/