sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Palavras que não passam



Evangelho: Lc 21, 29 - 33


"O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão".


O Reino de Deus está próximo! Palavras que indicam Esperança. Sei que posso viver de Esperança enquanto sou peregrina neste mundo. Esta Esperança, nascida da fé, nada mais é que a certeza de viver como cristã apoiada na Palavra e no destino final de Jesus Cristo, que venceu o mal e a morte.

Como cristã que sou, procuro manter o olhar fixo nele, no meu Senhor, porque sei que posso confiar em suas palavras. Palavras que procuro ler e meditar tirando delas tudo o que necessito para o meu viver. O Senhor está perto de mim e dele recebo o auxílio e a proteção nos momentos mais difíceis. Sei que posso me refugiar nele toda vez  que precisar, porque ele é minha fortaleza! "Meu Deus em quem confio!"

Amém!





Feliz quem encontra no Senhor sua força.
Sl 84(83)


Zui Galvão

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Quem permanece firme ganhará a vida!

 

permaneceis firmes

 

A Palavra de Jesus soa muito forte para mim neste Evangelho! Será que me manterei firme e fiel na minha fé a ponto de dar a minha vida em nome de Jesus e do seu Reino? Será que na primeira dificuldade já não cairei por terra negando a Jesus como fez Pedro? (Mc 14, 72)

Reconheço as minhas fraquezas, mas também reconheço que viver uma vida distante de Jesus é trilhar um caminho de dúvidas e incertezas. E o que me leva a crer nisso? A minha !

A minha fé me faz crer que Jesus me dará palavras tão acertadas, que nenhum dos meus inimigos me poderá resistir ou rebater, a minha fé me faz crer que não perderei um só fio de cabelo da minha cabeça se não for da vontade de Deus. Por isso, permaneço firme, pois Jesus prometeu que aquele que permanece firme irá ganhar a vida!

 

Jesus, Mestre e Senhor,

somente tu tens Palavras de vida eterna,

palavra de salvação que me conduz ao Pai.

Rogo a Ti , Senhor,

não me deixe cair em tentação!

Fortalecei o meu espírito

e a minha fé para que

eu continue firme, em pé, como

Maria aos pés da Cruz!

Dai-me um coração manso e humilde

para amar sem medida.

E haja o que houver, dias fáceis ou difíceis,

que eu nunca me afaste de vós! Amém!

Meditação do Evangelho de Lucas 21, 12-19

 

Abraços fraternos,

Sileni Machado

Vivendo e Aprendendo

Fotos e Prosas

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Vivo com Ousadia?



“Fiquei com medo e escondi o teu talento no chão; aqui tens o que Te pertence” .
(Mt 25,25)


Ter talento = Ter inteligência ?

Sou talentosa?

Tenho mérito?

Terei recompensa?


A imagem de Deus que os fariseus tinham, era justamente assim:

Dom + exigência e recompensa?

Sou adepta de mercantilismo na Religião?
Faço chantagem afetiva com o Senhor?


Onde entra a gratuidade na minha Missão?

O mundo de hoje impulsiona-me a produzir sem parar... 

Percebo Deus como Graça?


Deus ama-me não porque sou boa, tenha méritos ou seja talentosa... TUDO que tenho de bom em mim é  Graça... não sou merecedora... DEUS que é BOM!!!

Não me adianta só observar preceitos e leis... Muito pouco ou nada me servirá... só cumpro o meu dever...  nada mais...

Quando sinto que Deus é severo... exigente... injusto... arbitrário... NÃO POSSO CONFIAR NELE... mantenho-me paralisada... sem ânimo e generosidade para evangelizar... não corro risco... perco a criatividade... penso que vou perder, se doar-me e aos dons (o que recebi de graça)... 
Minha fé não contagia ninguém... minha Religião se torna dever, rito  a cumprir...  oração se torna monólogo... vida em comunidade fica pesadíssima... a apatia toma conta de mim... 



 “Tenho uma riqueza, sou um tesouro de valor incalculável... não tenho medo nem me ‘enterro’ na mediocridade ou superficialidade. 
Atrevo-me a viver tudo o que sou! Sou ousada e saio da ‘normose'!

O Mestre Jesus, com esta parábola, quer me dizer: “se eu tiver uma imagem de Deus tão marcada pelo medo, minha vida será, já agora, choro e ranger de dentes. 
Se eu quiser controlar tudo, perderei, já agora, qualquer controle sobre minha vida. 
Se eu estiver tão obstinada em não cometer nenhum erro, errarei em tudo”.

Senhor, faz-me mais humana... que eu mais ame e sirva!

Obrigado, Senhor, por fazer-me feliz e sentir a sua Presença... a sua Graça basta-me!

http://www.idade-espiritual.com.br/


sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Ele não tardará




TRILHA: 


                     
      Evangelho de São Lucas 17, 26-37

"...Mas o Senhor virá, Ele não tardará.
Que eu seja santo,santo, santo, pois Deus é Santo, Santo, Santo..."


Hoje o Senhor vem me falar de sua vinda.
Vem me mostrar o quanto ignoro seu tempo, sua hora, seu momento.
No redemoinho da vida mundana, das preocupações diárias, vivo de forma desprevenida, esquecendo-me de que a qualquer instante Ele voltará.
E aí então me pergunto: 
Se fosse agora, neste exato momento a sua chegada, eu estaria da maneira que Ele quer me encontrar?
E vejo o quanto me falta pra alcançar a santidade de vida.
Algumas vezes, na minha humana forma de ser, acho-me auto suficiente e esqueço-me da presença do Senhor em meu viver.
Sinto-me apegada às coisas e fatos do passado, assemelhando-se a mulher de Ló.
Seu exemplo de estátua de sal não basta para extinguir esta tendência de apego a tudo àquilo que passa.
A grandeza do Pai e sua eterna misericórdia se faz presente em minha vida.
Ele me agracia incansavelmente, como o Pai amoroso que É e traz-me de volta à seu abraço, à sua proteção.
E, novamente sinto-me em casa. A festa me espera. De braços abertos, o Senhor me acolhe, todos os dias, mesmo diante da minha indiferença.
Dai-me a graça do desapego, Senhor.
Dai-me a graça de deixar passar o que passa.
E que o Senhor me encontre em paz.
     "...que a santidade da minha vida, apresse o Senhor e Ele logo virá."

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Minhas Lepras...Cura-as Senhor!

Evangelho de Lucas 17,11-19
Reflexão Pessoal





                              Ao meditar nas palavras proferidas por Jesus aos  dez leprosos, ao ouvir a súplica: “ Jesus, Mestre tem compaixão de nós”, senti-me profundamente tocada pela releitura que faço dessa passagem evangélica.
                               A  postura do mestre que não ultrapassa os limites da autoridade vigente ao responder – “Ide mostrai-vos ao Sacerdote” mostrou-me este lado justo de Jesus. Havia um propósito... Que tipo de Fé movia aqueles homens?
                              A fé dos que se contentam com as benesses materiais   ou aquela Fé que vai mais além , que extrapolando o factível reconhece e  agradece  a  misericórdia do Senhor!
                              Jesus me mostra que sou leprosa no corpo e também na alma quando me deixo contaminar por lepras morais    como arrogância, prepotência , orgulho, autossuficiência  e tantas mais que me impedem de ser  serva  de Deus , criatura destinada  a adorar e louvar sua onipotência .
                               Sim, eu nasci para adorar e louvar  a Deus !  Meu querer está  nele que muito me ama  de forma especial e exclusiva . Pergunto-me quem será capaz de me amar de forma tão grandiosa?
                               Quem será capaz  de sempre estar de braços abertos para me acolher e perdoar, perdoar, perdoar....
                                É tão pouco o que retribuo ... É tão equivocada  a forma como manifesto este amor que digo sentir por Êle...
                                Amar a Deus é amar ao próximo... Como  ponho em prática na minha vida  está máxima ? Como me aproximo do altar do Senhor querendo amor e perdão se meu coração está  oprimido, revoltado e  corroído pela “lepra moral”?
                                Entretanto  a misericórdia grandiosa de Deus  e minha fé me sustentam. Sei o quanto é difícil  a caminhada, mas um passo de cada vez, procurar não sofrer recaídas nos firmes propósitos de emendas,  reconhecer com humildade minhas limitações e fazer da vida uma permanente oração viva,: a prática do bem   e procurar amar como Jesus amou.
                                 É no cotidiano que vou aplainando o terreno a fim de que as pedras do caminho sejam afastadas e possa semear em solo fértil. Se  estou doente, ao meu redor outros mais do eu precisam de mim, eles se espelham em mim, eles me fortalecem porque induzem o carregamento da minha “bateria”  transmutando energia em amor incondicional
                                      É nessa trajetória   do dia-a-dia  que aprendo a não julgar, fechar os olhos do corpo e abrir os da alma, conviver com a fragilidade física ou moral do meu irmão que me ensina o caminho do real viver .
                                                 Ajuda-me Senhor a ser aquele leproso entre os dez curados  que reconhece e agradece tua imensa misericórdia. Não permitais que a ingratidão permeie a minha vida e tolha a caminhada em busca do teu Reino, que não é deste mundo!.
                                 Minhas Lepras... Cura-as Senhor! 



quarta-feira, 5 de novembro de 2014

À descoberta do Amor

Reflexão à Luz do Evangelho de São Lucas  14,25-33

 Ao meditar no Evangelho de hoje penso em como Jesus é misericordioso vindo de novo ao meu encontro, no momento exacto, mostrar-me e ensinar-me pela Sua Palavra, o quanto ainda sou uma discípula imperfeita e quão afastada estou do seu Ideal! Na verdade coloco ainda tantas vezes em primeiro lugar outras prioridades em detrimento de continuar seguindo a missão que Ele concebeu para mim! Tantas vezes me sinto como Marta ansiosa e preocupada com tantas coisas banais, quando apenas uma é necessária! Amar o Senhor de forma radical e com total desapego, disponibilizando-me para O seguir, servindo-O a cada momento na dedicação e carinho que possa dispensar a cada outro meu irmão! E a missão pode e deve iniciar-se no meu próprio lar,  com os membros da minha famíliaE arrojar e seguir adiante onde tantos me aguardam na solidão, na doença, abandonados pelas suas famílias!
Por isso rogo-Te, Senhor, que me concedas a coragem e a ousadia necessárias para não hesitar em sair da minha zona de conforto e impregnada do Teu Santo Espírito possa corresponder ao teu convite de continuar aqui na Terra a construção do teu reino de Amor! 
À descoberta do amor


Ensaia um sorriso
e oferece-o a quem não teve nenhum.
Agarra um raio de sol
e desprende-o onde houver noite.
Descobre uma nascente
e nela limpa quem vive na lama.
Toma uma lágrima
e pousa-a em quem nunca chorou.
Ganha coragem
e dá-a a quem não sabe lutar.
Inventa a vida
e conta-a a quem nada compreende.
Enche-te de esperança
e vive à sua luz.
Enriquece-te de bondade
e oferece-a a quem não sabe dar.
Vive com amor
e fá-lo conhecer ao Mundo.

Mahatma Gandhi