sábado, 4 de abril de 2015

Meu Sábado Santo


Mc 16, 1-7

Senhor, hoje estou com Maria Madalena, Maria, a mãe de Tiago, e Salomé... 

Logo pelas Vigílias, estive contemplando a Sua Sepultura...

Levei  o perfume da  minha oração...

Fui posta em Seu Túmulo...

O sol não tinha nascido ainda aqui onde estou...

Não tenho força para rolar a pedra enorme do Santo Sepulcro...

Nela estão contidos os meus erros no alvo... TODOS...

Se tornou gigantesca para que rolasse-a sem Seu Auxílio...

Ainda bem que anjos cá na Terra vêm sempre em meu socorro, intercedem por  mim...
São as Monjas Beneditinas  onde estou hospedada em Retiro...

Elas sempre tranquilizam-me  e  fazem-me crer que;
"não devo assustar-me"...
"não devo procurar entre os mortos O QUE ESTÁ VIVO"...

Sinto, antecipadamente, a alegria da Ressurreição que clareia  meu coração...
Ganho nova força e coragem...
 novo ânimo e generosidade para anunciá-Lo junto aos meus irmãos...


Que a primavera espiritual que estou entrando pela Sua Graça,
a vida nova que estou adentrando ao sair do túmulo que aqui cheguei,
seja de vigor missionário a refletir para os semelhantes e próximos que convivem comigo...

Que os ame sem segundas intenções!
Indistintamente...

Que o Círio Pascal seja aceso em meu coração nesta Noite Santa!

Feliz e abençoada Vigília Pascal a todos!