sexta-feira, 29 de maio de 2015

"Peço com fé e tudo se faz"


Evangelho: Marcos 11, 11-26


"Destruí vós este templo, e em três dias eu o reerguerei"


Naquele momento de intenso comércio praticado durante a festa da Páscoa, Jesus denuncia esta corrupção do Templo. A figueira que secou por não dar frutos representa o sistema religioso do Templo.
A presença de Deus entre homens e mulheres não se dá no Templo, mas em Jesus e em todos aqueles que, fazendo a vontade do Pai, no serviço e na partilha, com amor e misericórdia, serão morada de Deus.

Mas, sei hoje reconhecer "quem é Jesus"? Que espaço ele tem na minha vida? Produzo os frutos que ele espera? Vivo em minha comunidade a fé viva, a fraternidade, o perdão? Sou um sinal verdadeiro da presença e do reconhecimento de Cristo? 
Estas são questões que me faço, constantemente, nos momentos mais forte de oração, para adequar o meu viver a Jesus Cristo.

*


"Qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te ao mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo que disser será feito".


Nesta passagem do Evangelho, Jesus não me fala de uma fé com poderes mágicos. Ele usa uma comparação forte para dizer que, se me entrego totalmente a Deus, poderei tudo que for necessário para minha salvação e a dos outros.

Senhor, não peço o poder de fazer milagres, nem grandes, nem pequenos. Peço apenas que me ajudeis a entregar-me totalmente a vós. Dai-me firmeza na hora de tomar decisões, para que nunca me afaste do bem. Fortalecei minha fé, para que não me deixe abater por dúvidas, sofrimentos ou dificuldades. Ajudai-me sempre para que permaneça fiel a todos os meus compromissos de vida cristã. Amém.

 *

http://meuoratorio.blogspot.com.br/

Zui Galvão