quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Senhor não leveis em Conta Minhas faltas!

Reflexão Pessoal
Evangelho de Lucas 11,42-46

                                    "Ai de vós , fariseus, porque pagais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as outras ervas, mas deixais de lado a justiça e o amor de Deus. Vós deveríeis praticar isso,sem deixar de lado aquilo".(v.42).
                                                                             

Hoje , agora no final do dia,  uma  sequência de fotos de amontoados de ossos humanos , provavelmente de pessoas extremamente pobres , foram  jogados de um carro caçamba de um cemitério para outro ao relento, essa situação chocou-me ...Se não bastasse o descaso em que somos submetidos enquanto Nação  temos que assistir passivos a essa atrocidade que fere os limites da caridade cristã.
Se não fosse por essa razão onde ficam os compromissos das autoridades eleitas para disciplinar, ordenar e corrigir tais abusos?
Bem dentro do evangelho de hoje , mais atual que nunca, exemplifica-se para mim esse farisaismo deletério e hipócrita... não adianta nada seguir os trâmites da Lei se o mínimo de justiça para com os menos favorecidos não  é posta em prática. Olho para mim como cidadã e como cristã , não posso dissociar  uma pessoa da outra, aliás não devo, e, nesse contexto cobro de mim atitudes que me permitam através da palavra de Deus entender o verdadeiro socialismo nas falas de Jesus .
De repente me dou conta de que se são tão variadas as situações que tenho de enfrentar no dia-a-dia , tenho que me abastecer pela oração pessoal , assim que amanhece, para que o "fariseu" que mora em mim não "acorde" fazendo barulho incoerente com o que é justo , pecando pela omissão.
Sim, mora em cada um de nós um fariseu! Para enfrentá-lo e combatê-lo temos que ser humilde a admitir que somos seres em busca de perfeição.
Sim Senhor , eu sou tua filha!
Sim, Senhor , eu confio na tua misericórdia!
Sim ,Senhor, eu quero te seguir!
Sim, Senhor, eu sou pecadora!
Sim , Senhor, eu preciso encontrar em vós o que me falta!
Sim, Senhor, eu quero suportar com mansidão o fardo que carrego.

Não leveis em conta minhas faltas , mas minha vontade ardente de sempre que cair possa tua mão me levantar e  fazer-me seguir  adiante.

www.claudete-viaspercorridas.blogspot.com.br