sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Meu Revelador de Martírios Cotidianos

21,12-19

 Ocasião para dardes testemunho...

Senhor,
O Evangelho de hoje foi feito para mim de uma forma toda especial:

Sereis entregues até mesmo pelos próprios pais, irmãos, parentes e amigos...  vos odiarão por causa do meu nome. 

Sabe bem o Senhor como sofro por isso...
Como tenho lutado para restabelecer a paz e harmonia com familiares...

Por outro lado, tenho a grande dádiva de ter inúmeros amigos, familiares não de sangue e mães de coração...
Só pode ser sua Obra Generosa a me aquecer e acalentar...

Obrigada, Senhor!
(Uma foto que me faz recordar bem um certo dia onde me refugiei com a tia e amiga)

(Tia que mimou até falecer neste ano, uma mãe para mim, cristã e cheia de fé... quem não se lembra de bolo de mãe quentinho?)


Se é o preço que preciso dar para segui-Lo e amá-Lo... eu aceito com mais ânimo e generosidade...
Durante a vida, tive que me afastar de todos depois de muito sofrer toda sorte de humilhações... ou melhor, o Senhor foi me tirando um por um... para o meu bem maior... um verdadeiro martírio para quem ama sua família, por temperamento, como eu...
Fui compreendendo, aos poucos, as consequências do seu seguimento (hostilidades, tribulações, incompreensões, situações difíceis)... foi duro demais mas já aceito bem e, por incrível que pareça, agora, o Senhor me devolve os que são para o meu bem e para  minha integração pois amo familiares por perto...
(Meus tesouros preciosos)

O que me segurou a vida toda foi minha própria família... 

Obrigada, Senhor, pelo Dom da Paciência em esperar seu Tempo para todas as coisas...

"É pela vossa perseverança que conseguireis salvar a vossa vida!"

Concede-me sempre a compreensão necessária para enfrentar, de pé, os tumultos da vida em relação aos pontos de hoje mostrados pelo Evangelho...
Muito obrigada, meu Mestre Amado...
Amém!


"São tantas acusações! Somos perseguidos, caluniados, incompreendidos, não aceitos e não amados, mas o importante é sabermos que Deus cuida de nós, que Ele é nossa resposta e sabe quais são as intenções do nosso coração."

http://www.idade-espiritual.com.br/