sábado, 19 de dezembro de 2015

Meu Emanuel


Meu céu, lugar onde me sinto em paz...


(Mt 1,18-24)


Senhor Deus, quanto me alivia este Evangelho pois fui mãe solteira, como Maria Santíssima, o Senhor sabe bem que nunca deveria ter me casado, ainda bem que foi só no civil... sou livre diante de Ti, meu Mestre Amado e inteiramente livre para Te servir e seguir onde me envie... que bênção extraordinária!
Ainda que sofra pelo resto da vida por alguns familiares me crucificarem há 42 anos... valeu tudo a pena pois meus filhos são tudo para mim...
Como me preservaste do mal, meu Senhor e meu Deus!
Não vivo sob o jugo do pecado... pela sua Bondade infinita...

O Emanuel segue, literalmente, seu significado em mim: DEUS CONOSCO!

Obrigada também, Senhor, porque me preparaste bem neste Advento do Menino Deus que vai renascer em meu coração pelas provações passadas neste Tempo Litúrgico...
Foram inúmeras mas a todas Tu estás vencendo por mim... sem palavras para Te agradecer...

Pelo fogo, sou provada em toda minha vida mas sairei vitoriosa pela sua Bondade Infinita...
Glórias a Ti, Senhor!


És Numinoso em Mim...


Por isso o Senhor mesmo dará a vocês um sinal: a virgem ficará grávida, dará à luz um filho e o chamará Emanuel.