domingo, 21 de fevereiro de 2016

Eu quero experimentar as alegrias da transfiguração!



A transfiguração de Jesus me mostra que, para alcançar a glória, é preciso percorrer o caminho da cruz. Isso me faz pensar na minha transformação, numa mudança total de vida, na minha verdadeira conversão: morrer para o pecado e renascer para uma vida nova, onde somente o amor impera. Amor este que me conduzirá para a prática do perdão, da humildade, da fraternidade, da mansidão...

Se Jesus é amor, então, Jesus deve imperar na minha vida e para que o AMOR, que é o próprio Jesus, se faça presente em minha vida, é preciso que haja a transformação, uma mudança que deve começar de dentro para fora e, então, transfigurar-me! Caminho este a percorrer de total entrega a Deus.

A prática da oração, diálogo íntimo com Deus, da escuta da Palavra e do encontro com Cristo na Eucaristia são fundamentais para a minha transformação! A transfiguração de Jesus é consolo para o meu coração, a certeza de que o sofrimento passa e o amor permanece para sempre! Eu quero experimentar as alegrias da transfiguração, pois ela me permitirá um encontro verdadeiro com Deus!

Que meus ouvidos fiquem sempre abertos para ouvir a voz de Deus: "Este é o meu filho, o Escolhido. Escutai o que Ele diz!" (Lc 9, 35). 
Senhor, dai-me sabedoria para compreender a Vossa Palavra, ouvidos abertos e olhos atentos para discernir os teus sinais e dar testemunho da Vossa glória! Que nesta Quaresma eu possa silenciar-me mais, assim Vos peço! Aumentai a minha fé! Amém!

Meditação do Evangelho de Lucas 9, 28-36.



Abraços fraternos,

Sileni Machado