quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Pai...Nada está oculto aos teus Olhos!

Evangelho de Mateus 6,1-6.16-18

                                    "...Ao contrário, quando tu orares, entra no teu quarto, fecha a porta, e reza ao teu Pai que está oculto, que vê o que está escondido, te dará a recompensa" (v.6)

                                       Jesus cada vez mais mostra-me  como devo ser humilde, fraterna  e solidária, sem exibicionismo, sem esperar recompensa do irmão a quem servir.
                                       A vaidade de ser visto e elogiado é uma tentação que cerca e move atitudes .Ora é o elogio fácil dos bajuladores, ora é a retórica dos que almejam favores , ora é a necessidade que sentem alguns de serem vistos como apoiadores à   pessoas que se destaca no serviço ao irmão necessitado.
                                      O evangelho de Mateus fala claramente da conduta que Jesus nos dá de como sermos silenciosos e agradáveis aos olhos do Pai  em relação aos três pilares , práticas, fundamentais da Quaresma: a Esmola (v1-4)
Esta deve ser para a glória de Deus e não para gratificar a mim mesma pelo reconhecimento da retribuição...E como peco e ofendo ao Senhor na ânsia de não crêr na recompensa que somente vem dÊle.

A Oração , prática da Quaresma que define minha relação com Deus, necessito e preciso para que o projeto de Deus se realize na minha vida... Dessa intimidade sem fórmulas , mas coloquial , porque creio que nada está oculto aos olhos do Pai!

E por fim , o Jejum , que consubstancia minha relação com as coisas... Sempre tive uma dificuldade de compreender o que é jejuar até perceber que não se resume apenas a abster-se de alimentos, mas principalmente  jejuar da palavra mal proferida , da arrogância, do mendigar amor, da vaidade , do orgulho , de tudo que me  afaste do amor de Deus.
                                                        E esse tipo de jejum , em que renuncio às coisas fáceis do mundo, com alegria  que reflete nos olhos o brilho do Senhor é gratificante! Tomara Senhor que te adorar se transforme em ação na minha vida.
                                                       


Te suplico Senhor que nesta Quaresma que hoje se inicia pela imposição das Cinzas, que  nos remete ao sentido fraterno da solidariedade e reconciliação,converta o meu coração  e me renove, transforme a minha vida dando-me a alegria de um dia te encontrar e ser salva pelo teu imenso amor misericordioso .

Com base nesse amor fraterno a CNBB promove a Campanha da Fraternidade , cuja finalidade é vivenciar e assumir a dimensão comunitária e social da Quaresma  .
Neste ano o tema da Campanha é:" Casa Comum, nossa responsabilidade" e o lema : 
" Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca" ( Am5,24)
Bem pertinentes com o momento que vivemos no mundo.



Poema inspirado na Música Raridade ( Anderson Freire)

" Pai quero ser o espelho que reflete a tua imagem
Não preciso chorar se o mundo ainda não notou 
Já é o bastante se reconheceres o meu valor
quero ser preciosa igual ao ouro de Ofir 
mesmo que eu desista , sei que não vais desistir de mim
pois sei que estás aqui para me levantar
se o mundo inteiro me fizer cair"

Nada está oculto aos teus  Olhos!