sexta-feira, 29 de abril de 2016

Meu Agricultor

 

João 15,1-8


Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor



Todo ramo que não der fruto em mim, Ele o cortará;



e podará todo o que der fruto, para que produza mais fruto.


O ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira.


 Eu sou a videira; vós, os ramos. 


 Se alguém não permanecer em mim será lançado fora, como o ramo.


 Ele secará e hão de ajuntá-lo e lançá-lo ao fogo, e queimar-se-á.


Senhor, sei que não sou pura o sificiente para que me podeis, de vez em quando...
Fazeis muito bem!
Ainda que me doa muitíssimo...
Não permaneço em Vós totalmente...

Não posso fazer nada sem Vós!

Quando estou seca e queimada, sei que virá a nova floração depois da poda divina...
Nesta fase de minha vida, estou pedindo e sendo atendida...
Obrigada, meu Senhor e meu Deus!
Quero glorificar-Vos por TUDO...
Fazei com que eu renda muitos frutos para Vós, meu Amado Deus!

Obrigada, Senhor!