domingo, 16 de outubro de 2016

A justiça de Deus não falha!



A justiça de Deus não falha! A mim, cabe recolher-me em oração, com fé, confiança e nunca desistir porque o tempo de Deus não é o meu tempo, há de chegar o dia que o Senhor, Justo Juiz, me fará conhecer a vitória! Neste dia, que eu não me esqueça de render graças e louvores a Deus que nunca me abandona.

Que eu nunca desista de lutar em prol do bem e da justiça e mesmo que eu me sinta cansada e fatigada, Deus enviará os seus anjos para que levantem os meus braços e os mantenham erguidos para que a minha oração se fortaleça cada vez mais.

Nesta luta cotidiana, é preciso saber pedir! Aprendi que não devo responsabilizar Deus pelos meus problemas e tão pouco suplicar que Ele os resolva! Eu, somente eu, sou responsável por tudo o que acontece na minha vida! Nas minhas orações, o que devo pedir, é que Deus envie o Espírito Santo para que me ajude a superar as dificuldades, abrindo assim, o meu coração para que Ele possa agir.

Contudo, fica uma grande lição para mim: se o juiz injusto atendeu a viúva insistente, ainda mais Deus, que é rico em bondade e misericórdia, me atenderá! Deus, eu confio em Vós! Assim seja!

 Meditação do Evangelho de Lucas 18, 1-8.


Abraços fraternos,
 
Sileni Machado