sábado, 22 de outubro de 2016

Perdão, Meu Juiz Justo!




Lc 12,54-59

"Quando vedes uma nuvem vinda do ocidente, logo dizeis que vem chuva..."

Perdão, Senhor, 
Quando eu fico metida a saber dos fatos, 
Acontecimentos, fenômenos da natureza, 
Outros tantos...
Não escutando, entretanto,  
Sua santa Voz em mim...

Perdão, Senhor,
Quando não sou justa o suficiente 
Com meus irmãos...
A ponto de perdoar-lhes as ofensas  
Que praticam contra mim,
Ficando triste, abatida por muito tempo,
Sem ter docilidade no perdão... 
Hoje tão clara e abertamente em teu Evangelho,
Ensina-me tudo isso, 
De novo...

Perdão, Senhor,
Por minhas mãos  não serem generosas o suficiente,
Por meu coração não ser puro o quanto desejo,
Por minha  mente não ser sadia a tempo hábil,


Perdão, Senhor,
Por nem sempre  caminhar 
De acordo com o que deseja para mim,
Com  humildade e mansidão,
Com paciência e amor...
Por não conservar a unidade de espírito...


Obrigada, Senhor!