domingo, 5 de fevereiro de 2017

«Vós sois o sal da Terra... e a luz do mundo»

Evangelho de Mateus 5, 13-16 (Reflexão)



Como cristã o Senhor convida-me a ser sal e luz da Terra. Sal no sentido de que a minha vida, o meu compromisso com a transformação do mundo, sejam feitos de gestos concretos, ao jeito do Evangelho. Como sal da terra sou chamada a conservar a fé e a transmiti-la aos outros em gestos fecundos de amor, esperança, verdade e não por gestos vazios e rituais que apenas me esvaziam o espírito do Projecto de Deus.
Como batizada em Cristo sou ainda convidada a ser uma luz acesa na escuridão do mundo mostrando os caminhos da vida, da liberdade, da esperança, do amor aos mergulhados nas trevas, aos que ainda não conhecem Jesus Cristo.
Não devo ser uma cristã fraca, uma cristã triste, desmotivada. Pela fé devo ser persistente, testemunha alegre e corajosa sem desânimo, evitando o conformismo, mantendo-me unida ao Senhor no meio da comunidade, desafiando cada outro para aderir ao Projeto Salvador de Deus.


Oração
«Pai, tenho diante de mim o mundo todo a ser evangelizado. Transforma cada circunstância e cada momento da minha vida em oportunidade  para dar testemunho do teu Reino».
(Retirada daqui).