sábado, 25 de março de 2017

Meu Deus Mostra-me o que não consigo ver

Ev. Jo, 9, 1. 6-9. 13-17. 34-38)


Senhor: médico da minha cegueira, eu sei que me amas imensamente e desejas que eu veja Teu grande amor; perdoa-me, se não vejo tudo aquilo que me mostras, da maneira que de certo desejarás que eu as veja!... Este é um tempo de reflexão sobre nossas faltas, na entreajuda aos nossos irmãos; tempo de lhe mostrar o caminho, até Ti meu Jesus. Viver con-Tigo no nosso coração, é a cura da nossa alma, Tua Luz  ilumina nosso caminho que muitas vezes é de trevas!... Perdoa-me Senhor todas as minhas faltas, quero ser como Tu, humilde e com um coração manso e cheio de amor para ajudar meus irmãos. Aumenta a minha fé Senhor Jesus! Eu sou uma pobre pecadora, por isso minha vista não alcança, não discirna, o que me pões na frente dos meus olhos, para contribuir mais com a tua luz a quem ainda não encontrou o Teu caminho que é a verdade e a vida.*
Vem ao encontro da enérgica, do preconceito da desgraça, do afastado, da indiferença e do rótulo, e tocas as feridas que impedem de ver, para que todos vejamos a luz e nos deixemos ver por Ti.
Tira-me Senhor as vendas dos meus olhos, ajuda-me; cura a minha cegueira, quero seguir o caminho que me mostras meu bom Deus.
Oh luz verdadeira, mergulha-me na água da Tua graça e envia-me a ver-Te em cada irmão. Eu creio! Senhor, creio que me tocas, e reconstróis!

Vem Espírito Santo, fonte de luz e de cor, ilumina meus recantos escondidos e toca as feridas do meu coração; inspira os encontros contigo e encoraja os mergulhos que me propões na água viva que me dá vida.
Quero descobrir o que me impede de ver Deus nos outros.

Senhor que a Tua palavra seja farol para os meus
passos, e luz para os caminhos que vou percorrer!
Deixa-me caminhar com-Tigo meu bondoso Pai do Céu.*



IV Domingo da Quaresma.

Dá luz
Sê farol para os outros,
ilumina com o teu bom
humor e a tua alegria.


PAZ E BEM