domingo, 23 de abril de 2017

A alegria de viver a Páscoa!




"A paz esteja convosco!"

A Ressurreição de Jesus provoca uma ação transformadora que, somente quem tem fé, pode passar por esta experiência salvífica e santificadora. Não há alegria maior do que viver a Páscoa com fé e devoção, a alegria da esperança de uma vida nova em Cristo. Não é preciso ver para crer, basta sentir no coração a presença do Cristo Ressuscitado que emana o amor e a certeza da vitória da vida sobre a morte. Que posso eu esperar mais deste grandioso ato de misericórdia de Jesus? Será preciso eu tocar as marcas dos pregos em suas mãos para acreditar? "Bem-aventurados os que creram sem terem visto!" (Jo 20, 29). Dou graças ao Senhor porque Ele é bom e eterna é a sua misericórdia! Tudo se cumpriu! Jesus foi obediente até a morte e ressuscitou com poder e glória para que o Amor Maior, Ele próprio, se fizesse presente no meio de nós para sempre! Alfa e Ômega, Princípio, Meio e Fim! Eu creio! Creio no Deus da misericórdia e da vida, que me fortalece e me anima, a cada dia, a viver a experiência da Páscoa de Cristo! Assim seja! 

Meditação do Evangelho de João 20, 19-31.


Abraços fraternos,

Sileni Machado


sexta-feira, 21 de abril de 2017

A PESCA MILAGROSA



Meditação do Evangelho de São João 21, 1-14

Imagem da Net

Quantas vezes naveguei por noites escuras, quase me afogando nas próprias lágrimas, noites infrutíferas, desanimadoras… quantas vezes procurei a saída, para situações aparentemente sem solução. Tudo me parecia tão superficial, tão sem sentido, tão sem chão… Nenhum peixinho parecia querer cair na minha rede.

Mas, ao amanhecer, quando o novo dia despontava, quando o sol enchia de luz a criação, milagrosamente tu me falavas ao coração, Senhor, enchendo-o de esperanças, norteando-me para o que considero verdadeiras pescas milagrosas.

E eu, apesar da minha pequenez, confiava em tua palavra, e me lançava ao mundo, sabendo que não estava só, e que tu poderias transformar qualquer situação de risco ou de dor, de dúvida ou de incerteza, de escassez ou de abandono, de solidão ou de medo, numa experiência de vida nova, de ressurreição.
Tu me conheces, Senhor, e sabes do que te falo, e do quão agradecida sou pelas pescas milagrosas de minha vida, que não foram poucas.

A alegria que sinto com cada conquista é ímpar. Mas, o mais admirável é perceber que cheguei diante de ti com mãos vazias, porém, voltei da noite escura com elas transbordando. E que quase não consigo esvaziar meu barco dos tantos peixes que peguei ao longo da minha história.

Hoje mesmo vou cear contigo. Não às margens do Mar de Tiberíades, mas, na minha singela Comunidade,onde dividiremos o pão sagrado, sinal da tua presença no meio de nós.

Cristo ressuscitou! Aleluia!!!



quinta-feira, 20 de abril de 2017

A Páscoa do meu Senhor



Senhor, que tempo difícil o da Quaresma!
Mas eis que chega o tempo da Ressurreição, finalmente!



Saindo do roxo para o branco da paz de Cristo...


(Jo 20,1-9)

O tempo do medo acabou...
Agora começa o tempo da esperança...




Tempo de glórias e vitórias!
Alegria das alegrias...
O Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia!




Ele me ressuscitou!
Obrigada, minha Mãe Santíssima, por ter me dado o meu Salvador...




Ao sentir que minhas pedras estão sendo removidas pelo Senhor, sinto, de antemão, uma alegria infinita...
Sei muito bem onde está o meu Senhor... bem junto a mim e a todos os que dele necessitam...
Eu vi o meu Senhor há vinte e cinco anos...
Sou a discípula muito amada por Ti...
Obrigada por tudo que já fez por mim e por todas as vezes que me ressuscitaste quando mais precisei.
Sabia que não seria diferente uma vez mais...
Pouco a pouco, vislumbro luzes mais brilhantes... sombras tênues já não me pertencem mais...
Não me importo se sou a última a chegar ao túmulo seu que já ficou para trás... sei que me entende e ao meu tempo interior...
O que conta, para mim, é chegar junto de Ti... desfrutar de tua Ressurreição e distribuir amor e serviço radiosamente sem nada Te pedir...

Ainda que estendida ao solo, como num tapete florido para que pises majestosamente como a um Deus Supremo e Soberano convém, eis-me aqui!

Ornada por Ti com enfeites da alma que foram sendo estendidos ao longo do período litúrgico que acabamos de encerrar vitoriosamente: Tu e os que cremos em Ti, meu Senhor!







Refrescar-me-ei neste novo Tempo Pascal, graças a Ti, meu Deus e Senhor!

Feliz Páscoa a todos!
O Senhor ressurgiu verdadeiramente!
Aleluia!

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Paixão do Meu Senhor



                    ANÚNCIO DA PAIXAO DE CRISTO
                                    Jo. 18:1-19, 42

            "... Jesus respondeu: 'Ja vos disse que sou eu. Se é a mim que procurais, então deixai que estes se retirem'..."

Sabe aquele momento da agonia? O tempo chorava. A noite parecia mais escura. E o mundo parado, sem vida.
Mesmo assim, eu tinha esperança. As palavras indicavam despedida. Parecia recolher os pertences para partir.
Mesmo Assim, eu tinha esperança. E num último instante ainda não pude acreditar.
Tudo acabaria bem. Não seria possível que estavas de partida.
Mesmo assim, eu tinha esperança. Mas chegou a hora. Tinhas que ir. Não vas, meu Senhor! Te levaram.
Não vas, meu Senhor! A noite é muito escura sem ti. Fria sem teu calor. Vazia sem tua presença.
Posso ir contigo?
Não me deixes aqui, em meio ao nada. Permita- me te seguir aonde fores.
Se poderei suportar os mesmos caminhos por onde fores?
Sozinha não poderei, Senhor.
Sozinha nem mesmo saberei por onde seguir.
Mas, se tuas mãos as minhas segurarem, segura estarei. E te seguirei.
Nada mais importa se contigo não estiver. Depois que teu amor conheci, não poderei sem ele ficar. Não poderei sem ele respirar.
E posso até duvidar: aguentarei  o caminho?
Será que em meio a ele desejarei voltar? Ou parar?
Mas quando olhar pra ti seguindo a frente, não voltarei Senhor!
Mas quando olhar pra ti seguindo em frente, não pararei Senhor!
E se o meu coração esfriar? E não mais conseguir te enxergar?
A noite escura poderá chegar. E tua presença misturar-se a escuridão, mas em ti confiarei.
Meus olhos fecharei. E, em frente, apoiada em ti, permanecerei.
Não posso te deixar. Como abandonarei o ar que respiro?
Morrerei. Não existirei sem ti.
Fica comigo Senhor!

    "...Ah,meu Jesus, por aquele amor que vos obrigou a dar a vida e o sangue no Calvário por mim, fazei-me morrer a todos os afetos deste mundo, fazei que eu me esqueça de tudo para não pensar senão em vos amar e dar- vos gosto. Ó meu Deus, digno de infinito amor, vós me amaste sem reserva e eu quero também amar-vos sem reserva. Eu vos amo, meu sumo- Bem, eu vos amo, meu amor, meu tudo."
           Sto. Afonso de Ligorio.


quarta-feira, 12 de abril de 2017

Em comunhão com Jesus..





(Mt 26,14-25)


Pai de amor e de bondade, o que devo fazer para não deixá-lo triste? Sinto que, se o meu filho for ingrato comigo, a tristeza poderá acometer-me e assim em comunhão com o Senhor, sei que não devo ser ingrata contigo.  Sei também que, é de Ti que eu recebo os dons do Espírito Santo, então porque não usá-los para alegrar Vossa face, Senhor?!
Não devo esquecer que, para viver na comunhão da palavra e ser a  sua seguidora, devo ter atitudes cristãs com meus irmãos e irmãs em Cristo e que por você, eu não devo trair a minha fé, a minha esperança, nem também o meu amor aos Seus mandamentos. Quero a cada dia dobrar os meus joelhos ao chão como forma de agradecimento por tantos milagres diários, sim! Milagres diários, porque para mim, acordar já é o primeiro milagre do dia, Senhor!!



domingo, 9 de abril de 2017

Jesu , Meu Redentor!


Evangelho de Mateus 21,1-11
PROCISSÃO DE RAMOS

Anúncio do Evangelho (Mt 27,11-54)
                                      PAIXÃO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.

                                                         Duas situações que se completam nessa trajetória da história de Jesus , que facilitam minha compreensão sobre os acontecimentos que são narrados até os dias de hoje.
                                                          A Procissão de Ramos que caracteriza a personalidade de Jesus a quem devo seguir e imitar:A coragem!
                                                          Coragem para enfrentar os que lhe perseguiam !
                                                          Ousadia para permitir-se ser obediente ao Pai até à morte.
                                   "\Meu Deus , Meus Deus , por quê me abandonaste"(v.46)

                                                           Entretanto , essa história  me mostra que Jesus teve seus instantes de medo , a face humana revelada no divino evidenciou a sua fragilidade diante da dor e do sofrimento que O esperava...Chorou de dor na perda do amigo Lázaro ...demorou quatro dias para atender o chamado para vê-lo...O divino se manifesta na confiança de sua origem , na certeza de ser atendido pelo Pai e clama , e, é atendido:Lázaro ressuscita!
                                                         A Coragem de enfrentar as dores da Paixão como Homem, sofrendo , sendo humilhado e ultrajado..
                                                         A Ousadia , de mesmo na Cruz, fazer promessas mostrar o céu para o condenado ao seu lado, também crucificado!
                                                         Meus irmãos na Fé ,Jesus me redime  e me salva do pecado pela morte na Cruz!
                                                         E me pergunto diante dos fatos : Até quando posso carregar a minha Cruz? Como estou me posicionando para aceitar o fardo da Cruz? 
                                                         Dá-me Senhor a  aceitação, compreensão e atração pela Cruz, pois é nela que posso aceitar tão grande sacrifício que foi feito por mim. 
                                                         Os desafios de viver devo enfrentar com disposição para vencer cada um , " matando um leão" a cada dia.
                                                          Se sigo a Jesus não posso me acovardar diante da vida,diante das tribulações, diante do sofrimento, diante das ausências premeditadas, diante das perseguições.
                                                           Jesus se isolava para orar, para ficar em silêncio diante do Pai, Jesus Confiava no Amor e na Misericórdia do Pai, por isso venceu a tentação .Essa atitude é um caminho que ele nos legou. É assim que deve ser também para mim, buscar na oração a força para continuar  tendo Fé , porque é essa que gera a Esperança da vitória.
                                                           Vivendo em Cristo Jesus , "morrer pra mim é ganho", porque quando for a hora da passagem quero entregar ao Pai a vida que ele projetou para mim!
                                                            Que o exemplo da Cruz me fortaleça na minha vida até o fim.




                                                



domingo, 2 de abril de 2017

Ressurreição de Lázaro

 Reflexão à luz do Evangelho de João, 11, 1-45.



Hoje, o Evangelho apresenta um grande milagre: Jesus ressuscita Lázaro, morto há vários dias.
A ressurreição de Lázaro assemelha-se à de Cristo, que será comemorada brevemente. Jesus diz a Maria que Ele é a «ressurreição» e a vida». O Senhor pergunta - me: «Acreditas nisto?» Acredito que no batismo Deus me ofereceu uma nova vida? Sou uma nova criatura como diz S. Paulo? Eu creio. Esta ressurreição é o fundamento da minha fé, que se baseia num facto: o Senhor ressuscitou e vive.
Jesus manda «Desamarrai-o e deixai-o ir». A redenção libertou-me das cadeias do pecado de que padecia. Dizia o Papa Leão Magno: «Os erros foram vencidos, as potestades subjugadas e o mundo ganhou um novo começo. Porque se padecemos com Ele, também reinaremos com Ele Todos os que servem a Deus e vivem Nele estão crucificados em Cristo, e em Cristo conseguirão a coroa».
Como cristã batizada sou chamada, já na terra, a viver esta vida nova que me torna capaz de dar testemunho da minha fé em Cristo Ressuscitado.
A minha esperança está também posta em Maria, Mãe de Jesus Cristo e minha Mãe, que é por sua vez um símbolo da fé: ao pé da Cruz esperou com toda a confiança e foi associada à obra do seu Filho.
Que o Senhor me conceda o dom de viver o meu batismo com dignidade traduzido em obras ajudando a que a sociedade morta se transforme em comunidades vivas, fraternas e em comunhão animada pelo espírito de Cristo.

 Rogo ao Senhor que me desperte e ressuscite do sono da morte e me revista da Sua imortalidade com a Celebração da Festa da Páscoa que se aproxima.

Abraço em Cristo.
Continuação de santa Quaresma.