domingo, 2 de abril de 2017

Ressurreição de Lázaro

 Reflexão à luz do Evangelho de João, 11, 1-45.



Hoje, o Evangelho apresenta um grande milagre: Jesus ressuscita Lázaro, morto há vários dias.
A ressurreição de Lázaro assemelha-se à de Cristo, que será comemorada brevemente. Jesus diz a Maria que Ele é a «ressurreição» e a vida». O Senhor pergunta - me: «Acreditas nisto?» Acredito que no batismo Deus me ofereceu uma nova vida? Sou uma nova criatura como diz S. Paulo? Eu creio. Esta ressurreição é o fundamento da minha fé, que se baseia num facto: o Senhor ressuscitou e vive.
Jesus manda «Desamarrai-o e deixai-o ir». A redenção libertou-me das cadeias do pecado de que padecia. Dizia o Papa Leão Magno: «Os erros foram vencidos, as potestades subjugadas e o mundo ganhou um novo começo. Porque se padecemos com Ele, também reinaremos com Ele Todos os que servem a Deus e vivem Nele estão crucificados em Cristo, e em Cristo conseguirão a coroa».
Como cristã batizada sou chamada, já na terra, a viver esta vida nova que me torna capaz de dar testemunho da minha fé em Cristo Ressuscitado.
A minha esperança está também posta em Maria, Mãe de Jesus Cristo e minha Mãe, que é por sua vez um símbolo da fé: ao pé da Cruz esperou com toda a confiança e foi associada à obra do seu Filho.
Que o Senhor me conceda o dom de viver o meu batismo com dignidade traduzido em obras ajudando a que a sociedade morta se transforme em comunidades vivas, fraternas e em comunhão animada pelo espírito de Cristo.

 Rogo ao Senhor que me desperte e ressuscite do sono da morte e me revista da Sua imortalidade com a Celebração da Festa da Páscoa que se aproxima.

Abraço em Cristo.
Continuação de santa Quaresma.