domingo, 10 de setembro de 2017

Vivendo em Comunidade

Evangelho de Mt 18,15-20
Reflexão pessoal
                                         Google Imagem

                                          Inicio hoje essa reflexão embasada por acontecimentos que marcaram de forma incisiva minha semana...Foram momentos de  profunda consternação  e constrangimento  que puseram em dúvida  tudo o que creio: Que pela oração podemos mudar tudo ao nosso redor.
                                          Ate àquele instante vivido ,  que pareceu secular,  nada abalava essa convicção  trabalhada e conquistada entre quedas e  reerguimentos.
                                          E não veio do nada, vem sendo insidiosamente orquestrado ,pois é assim que age o inimigo ...com inteligência e sagacidade explorando meticulosamente onde agir , usando pessoas , até consagradas, para atingir seus objetivos torpes... ele não sossega quando percebe que o terreno não é fértil às suas investidas.
                                          Senhor! Conheces o meu coração e também minhas fraquezas e uma delas diante de histórias vividas na carne é a politica e todo esse caos pelos quais passamos se atinge a todos ,me agride de forma particular,pois me trazem lembranças de um passado que não quero reviver.Em síntese : não discuto política, isso não significa que sou alienada ou cruzo meus braços.
                                          Entretanto eis o ponto da questaõ me senti agredida quando depois de suportar insinuações pessoais citadas , me disseram que orar pelo país  e pedir perdão pelos culpados era tudo que a ladroagem queria porque Deus tinha mais o que fazer;outro ,consagrado aproveitando a deixa evangélica que " A fé sem obra não tem valor"declina de qualquer manifestação orante  ou movimentos da Igreja que não estejam comprometidos com a erradicação da pobreza.Compreensível e acatada  desde que se compreenda que pobre não é somente quem tem fome de bens materiais e , do estômago, vez que "nem só de pão vive o homem ,mas de toda palavra que sai da boca de Deus".
                                           Foi assim que aprendi,  e ser convencida à força da manipulação que isso não é discipulato mexeu com minhas estruturas. Após embate comigo mesma porque estou ciente que o silêncio e orar por essas criaturas é missão , ajudada pela oração de companheiras na Fé consegui me reerguer mais uma vez.
                                          Se não advertires o ímpio, eu te
pedirei contas da sua morte. ( Ez 33,8)
                                           Nesse versículo  fica patente a minha responsabilidade , não posso deixar passar incólume essa advertência é uma ordem do Senhor!
A conduta do meu irmao seja quem for sendo desagradável a Deus  não deve ser compartilhada pelo meu silêncio  , logo a conduta precisa ser corrigida, disso depende a minha salvação.
                                          
                                       O que fazer ? Questiono-me perante o meu Senhor, e eis que o Evangelho de hoje responde à minha oração pessoal e corrobora a Leitura de Ezequiel 33,8:
                                Se o teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, à sós contigo! Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão( Mt 18,15)

 se ele não te ouvir, toma contigo mais uma ou duas pessoas, para que toda a questão seja decidida sob a palavra de duas ou três testemunhas(Mt18,16)

                              Esses dois versículos embasam o principio da caridade que rege as relações entre os cristãos , sejam eles quais forem.

                             Sei  o quanto será dificil passar para a prática essa ordem , entretanto quando coloco meu fardo nos pés do Senhor e reconheço minhas fraquezas e me disponho a aceitar sem questionamentos que , para tudo que acontece há um propósito divino,  torna-se mais fácil caminhar para a glória do Senhor, porque nada sou  é Ele que age em  mim.

                            Uma certeza aumenta no meu coração  preciso perdoar para ser perdoada  e vice versa  isso passa pela humildade que  estabelece a reciprocidade , sei que não sou perfeita , que idéias não se impõe a ninguém , que a verdade  sempre tem dois lados que devem ser respeitados  e que o diálogo é fundamental para que vivamos a pedagogia  do perdão.
                         Ensina-me Senhor como agir diante das ameaças dos espiritos malignos  que andam pelo mundo para afligir s almas.



                                 EU CREIO MAS AUMENTAI A MINHA FÉ!                                           



escrito por maria claudete

www,claudete-viaspercorridas.blogspot.com.br