sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Liberta-me Senhor Jesus! (Lc 19,45-48)


“A cruz de nosso Senhor Jesus Cristo deve ser a nossa glória: nele está a nossa vida e ressurreição; para os salvos, como nós, ela é poder de Deus”. (Gl 6,14; 1 Cor 1,18)


“Bem aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, por que deles é o reino dos céus”. (Mt 5-10)

Na época da Páscoa, vinham pessoas de todos os lados para Jerusalém e muitos não podiam trazer animais para o sacrifício para o perdão dos pecados, pois vinham de muito longe  então eles trocavam as suas moedas no templo com a moeda do lugar, os líderes religiosos permitiam que montassem suas barracas dentro do templo, mediante um aluguel.
A casa de Deus estava sendo usada de maneira errada, mas eis que Jesus chega e expulsa todos eles do Templo, derrubando mesas e dando umas chicotadas nos hipócritas.
Jesus ensinava todos os dias no Templo e os sumos sacerdotes, não o entendiam ou se faziam de tolos e arrumavam um jeito para matá-lo, mas não descobriam como, pois o povo era fascinado por Jesus.
Jesus ficou triste com a transformação do Templo em um covil de salteadores, estavam transformando a casa de Deus num espaço de enriquecimento ilícito e pecado.

A expulsão dos vendilhões, foi para restaurar a casa de Deus, lugar de oração e aprendizado da palavra de Deus.
Agora Jesus podia de novo pregar para o povo e este povo ficava cada vez mais encantado com as palavras de Jesus.
São Lucas diz: ”Está escrito: minha casa será casa de oração. No entanto, vós fizestes dela um antro de ladrões”.

Expulsa de mim Senhor tudo que for ilícito.
Tudo que for injusto.
Tudo que não seja puro.
Não permita Senhor que eu faça de sua casa, 
lugar de barganha ou de compras e vendas.
Não permita Senhor que eu explore meus irmãos, 

em nenhum momento da minha vida
Liberta-me Senhor de tudo que não agradar a Vós 
e faça de mim sempre uma serva humilde e caridosa!
Liberta-me Senhor!