domingo, 7 de janeiro de 2018

Epifania do Senhor

 Evangelho de Mateus 2,1-12

(Reflexão)


«A Igreja celebra a Epifania, isto é, a manifestação do Senhor ao mundo inteiro. Os Magos representam os povos de todas as línguas e nações que se põem a caminho, chamados por Deus, para adorar Jesus (cf. Mt 2, 1-12)».

A Epifania recorda-me que devo esforçar-me por todos os meios para que os meus amigos, colegas  e familiares se aproximem de Jesus.
Os Reis Magos seguindo a estrela encontraram o lugar onde estava Jesus rodeado por Maria e José regressando por outro caminho.
Assim devo entender a minha adesão a Cristo que, como aconteceu com os Magos, me instiga a que mude de rumo, que ande por caminhos novos:  os caminhos do amor, da salvação e transformação.  
Também eu necessito de estar constantemente atenta à estrela que representa todos os sinais de Deus para que encontre O Messias Salvador.
Como os magos que seguiram a estrela em tão longa viagem não mostrando fadiga, porque a sua fé era sólida e os seus corações generosos, com eles devo aprender o quão importante é a minha perseverança na busca do Senhor persistindo na prática de boas obras, mesmo nos momentos mais sombrios da minha vida. Momentos esses que só serão superados pelo fortalecimento da minha fé.


Ó Deus de luz e paz,
tua glória, que um dia resplandeceu sobre a criança de Belém,
ainda atrai as nações para junto de ti.

Nós te pedimos humildemente:
dispersa as trevas que encobrem nosso caminho,
para que possamos vir e prostrarmo-nos diante de Cristo em verdadeira adoração,
e oferecer-lhe nossos corações e mentes,
para então retornarmos às nossas casas dispostos a viver como ele nos ensinou.
Amém!