domingo, 11 de fevereiro de 2018

Lepra no contexto Moral e Ético.

Evangelho de Marcos 1,40-45
Reflexão Pessoal




                                          
A CURA DO LEPROSO.


       Como o evangelho de hoje é aplicado a minha vida exatamente nesse 6° domingo do tempo Comum…
          Vivi uma experiência única  em relação  à marginalização , tão combatida por Jesus , chegando a provocar sua ira!
           Se o leproso era afastado do convívio social por motivos higiênicos e religiosos e por ser considerado impuro, nos dias atuais a exclusão também é dilacerante: pela pobreza de uns , pelas convicções político partidária de alguns , pelas opções quaisquer assumidas que possam ir de encontro ao individualismo de quem se acha acima do próprio Deus.
           As divisões e perseguições há tempo cercam  e permeiam seguimentos cristãos. Suplicar , abrir o coração à Jesus , ser tocado por ele , deixou o leproso purificado, mas Jesus teve que ficar à margem das cidades onde pretendia entrar !


                                    

            Coragem para assumir atitudes contrárias a valores mal compreendidos e propagados  em nome de pessoas que passam credibilidade são motivo de rótulos que levam à perplexidade! Pior são agressões gratuitas embutidas de forma sagaz e  astuta como sabedoria e comprometimento social pelos pobres.
              Se o modelo é no seguimento à Jesus a marginalização a que fui submetida me glorifica em nome do Senhor. Por não radicalizar nem polemizar  sobre execrar ou julgar político  “A” ou “ B” não dá o direito a quem se diz católico  e “, seguidor” do papa Francisco de me rotular como “engolidora de hóstia” “, claro no sentido pejorativo, como colocado no contexto de ser catalogada mera católica não compromissada com ideais de uma nação corrompida.
               Eu perdoei , simplesmente porque o que foi dito  partiu de um coração contaminado onde a humanidade se sobrepõe à busca da real espiritualidade . Atitude sabática, recesso na relação tempestuosa posto que exacerbaria  contaminação  desnecessária.
              Essas são as piores lepras que estão tornando o homem impuro e sem discernimento entre o que ético  e a marginalização.



                   No texto de Marcos a purificação do leproso tira-,o da marginalidade e o faz apto a voltar ao convívio social. Essa é a proposta de Jesus  sempre disposto a atender àquele que crê  nele e quer a cura!
Hoje,  acontece.uma inversão de conceitos, se você optar por não permanecer “leproso” você será marginalizado e rotulado de conservador , medíocre, engolidor de Hóstia!
               Oremos pela cura interior de quem ainda não entendeu que não pode ser remédio sem primeiro se amar e se perdoar .
                 Sobretudo aceitar que Deus está em primeiro lugar aqui e em qualquer lugar. Senão seremos apenas seguidores de homens .

                 Não sou perfeita Senhor, somente suplico livrai-me dessas LEPRAS MORAIS, do cair no farisaismo de me  achar acima de todos, de não reconhecer a minha pequenez , sobretudo de não desistir nunca das convicções que preciso amar,perdoar , com mais intensidade àquele irmão que ainda não encontrou o seu caminho seguindo os passo de Jesus!


            
Escrito por Maria Claudete
www.claudete-viaspercorridas.blogspot.com.brr